Clique e assine por apenas 6,90/mês
Cine Vejinha Por Blog Tudo sobre cinema, estreias e os melhores filmes

“Tudo que Eu Amo”

Por Miguel Barbieri Jr. Quem não tem ideia do que era a Polônia no início da década de 80 vai ter apenas uma vaga noção daquele período. Entre o drama, o romance e o ensaio político, a trama, ambientada em 1981, não se decide no enfoque e, assim, torna-se um registro frouxo. Rebelde, Janek (Mateusz […]

Por VEJASP - Atualizado em 27 fev 2017, 12h08 - Publicado em 31 ago 2012, 10h07

Por Miguel Barbieri Jr.

”Tudo que Eu Amo”: temas como adolescência e liberdade de expressão são tocadas no drama

Quem não tem ideia do que era a Polônia no início da década de 80 vai ter apenas uma vaga noção daquele período. Entre o drama, o romance e o ensaio político, a trama, ambientada em 1981, não se decide no enfoque e, assim, torna-se um registro frouxo. Rebelde, Janek (Mateusz Kosciukiewicz) tem 18 anos e é líder e vocalista de uma banda de punk rock. A situação na cidade litorânea onde vive com a família começa a dar sinais de recrudescimento. Tudo por causa do surgimento do Solidariedade, movimento sindical em oposição ao governo comunista. O protagonista, porém, parece viver num mundo à parte. Tenta conquistar uma garota (Olga Frycz) e levar adiante a participação de seu grupo num festival de música. Seu pai, um militar da Marinha, traz notícias desagradáveis quanto às restrições de liberdade de expressão no país.

+ Onde assistir a “Tudo que Eu Amo”

+ Os melhores filmes em cartaz; salas e horários

AVALIAÇÃO: ✪✪

Continua após a publicidade
Publicidade