Clique e assine por apenas 6,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Museu Afro exibe as ilustrações musicais de Elifas Andreato

Paranaense é um dos mais importantes ilustradores de capa de discos nacionais

Por Tatiane de Assis - Atualizado em 6 set 2019, 11h35 - Publicado em 5 set 2019, 20h13

A mostra A Arte de Elifas Andreato na Música Brasileira, em cartaz no Museu Afro Brasil, reúne 42 itens do designer paranaense. Radicado em São Paulo, ele se tornou um dos mais importantes ilustradores de capa de discos nacionais. Nota-se no conjunto uma preponderância de obras de artistas negros, como os desenhos da coletânea 100 Anos de Gonzagão (acima; 1996) e dos álbuns Bêbado Samba (1996), de Paulinho da Viola, e Canta, Canta, Minha Gente (1974), de Martinho da Vila. Chama atenção o olhar singular para cada um deles, distante da exotização. “Eram grandes criadores, independentemente do tom de pele”, diz Andreato. Museu Afro Brasil. Parque Ibirapuera, portão 10, ☎3320-8900. Terça a domingo, 10h às 17h. R$ 6,00. Até 6 de outubro.

Publicidade