Clique e assine por apenas 6,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Editais culturais e prêmios para se inscrever durante a crise

Oportunidades para profissionais da poesia, artes visuais e design

Por Tatiane de Assis - Atualizado em 1 Maio 2020, 13h18 - Publicado em 1 Maio 2020, 06h00

O Itaú Cultural recebe inscrições até dia 8 de maio para a quarta convocatória do Arte como Respiro: Múltiplos Editais de Emergência. A chamada é voltada para artistas surdos e com deficiência auditiva que tiveram seu cotidiano fortemente impactado pela pandemia de Covid-19.

A ideia é que os criadores e criadoras enviem vídeos nos quais apareçam declamando poesias na Língua Brasileira de Sinais (Libras). As obras devem ter duração de até três minutos. Mais informações sobre o edital podem ser encontradas no portal da instituição. As inscrições devem ser feitas no endereço itaucultural.formstack.com/ forms/artecomorespiropoesiasurda.

Para quem quiser um edital ou prêmio com maior prazo, uma boa é a chamada da plataforma alemã. Intitulada Invisível, ela tem como público-alvo artistas ao redor do mundo que tiveram exposições canceladas ou adiadas devido ao distanciamento social. Os interessados devem enviar três imagens dessas obras que ainda não vieram a público.

É obrigatório que os trabalhos inscritos sejam bidimensionais, ou seja, devem ser colagens, desenhos, pinturas ou outras linguagens com essa característica. O prêmio para o primeiro lugar é de 500 euros mais um artigo sobre a produção. Os outros nove selecionados receberão menções honrosas. O prazo para envio é até 13 de maio e as regras para submissão estão em artconnect. com/opportunities/open-call-unseen.

Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake

Fachada do Instituto Tomie Ohtake
Fachada do Instituto Tomie Ohtake Eduardo Castanho/Divulgação

A terceira edição do Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake chama atenção pela abrangência. Podem participar do concurso estudantes universitários e recém ­formados de todas as áreas. Segundo os organizadores, essa abertura se deve ao desejo de comunicação entre o design e outros campos, como arquitetura, biologia, engenharia e ciências sociais.

Ainda na toada de “mais livre possível”, não há categorias rígidas. Todos podem enviar desde propostas de paisagismo até protótipos de jogos e estudos de roupas. Para ter ao menos um guia no desenvolvi- mento de ideias, o edital é orientado pelo tema Rever, um quase apelo à adequação do que consideramos criação e modernidade. As inscrições em premiodesign.institutotomieohtake.org.br/inscreva-se/ vão até 22 de agosto. Quinze proponentes serão selecionados e ganharão 5000 reais para tirar os sonhos do papel.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade