Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Mohamad Hindi: um campeão de audiência do YouTube

Azarão do Masterchef, o produtor de conteúdo gastronômico tem a invejável marca de 1,47 milhão de seguidores na rede social

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 8 May 2020, 14h06 - Publicado em 8 May 2020, 07h00

Por enquanto, o cenário ainda permanece a cozinha de sua própria casa. Nesse ambiente doméstico, em março de 2016 Mohamad Hindi Neto pôs no ar seu canal do YouTube. Em apenas quatro anos, o cozinheiro malucão, de cabelos compridos e esvoaçantes, conquistou 1,47 milhão de inscritos fazendo receitas que variam de macarrão instantâneo e pão de queijo a bisteca fiorentina e ravióli de gema, além de abordar temas quentes, como quarentena e delivery. “O alcance do canal é ainda muito maior. Agora em abril, foi o recorde, com 8 milhões de visualizações. Em média, são 6,5 milhões de acessos mensais”, comemora Mohamad. Para dar conta de tanto entusiasmo do público interessado nas receitas preparadas por ele, o produtor de conteúdo culinário alugou a sobreloja de um prédio em Pinheiros, bairro onde mora. É lá que funcionará seu novo estúdio, em uma laje com 250 metros quadrados, e onde também será a sede de sua empresa.

Na frente da loja Jitlada, em Los Angeles Rafael Ramos Riba/Divulgação

“Estávamos com a obra adiantada, mas por causa da pandemia ficamos parados durante um mês. Retomamos agora com apenas três pessoas, para manter o máximo de distanciamento. E tem muito álcool em gel e máscaras para todos”, diz Mohamad. Com o novo ritmo estabelecido, o youtuber calcula que, no máximo, em julho o espaço deve estar pronto para funcionar. “Prefiro não comentar”, desvia da pergunta sobre investimentos e ganhos repetida por este repórter algumas vezes. Apesar da legião de seguidores — há ainda mais de 300 000 internautas conectados a ele no Instagram que ajudam a turbinar a conta bancária —, Mohamad garante que o dinheiro que vem das redes sociais não é suficiente para a manutenção do negócio, embora diga que, com o dólar em alta, os ganhos foram reforçados no caso do YouTube. “Para garantir o faturamento, faço campanhas para grandes empresas, como a Sadia, a Motorola e a Stella Artois”, conta.

Todo esse sucesso tem um ponto de partida. Mohamad, que nasceu em São Bernardo do Campo e completa 33 anos no fim de maio, participou da primeira temporada para amadores do MasterChef Brasil em 2014. Ainda que em um dos episódios o jurado Erick Jacquin tenha profetizado que ele não seria um cozinheiro, o ex-participante provou o contrário. Correndo por fora e sempre muito atrapalhado, chegou em quarto lugar na disputa vencida pela colega Elisa Fernandes, que fez bela carreira inclusive no exterior ao trabalhar para o estrelado chef Alain Ducasse na França. E olha que na última prova o azarão quase pôs fogo na cozinha do A Figueira Rubaiyat, nos Jardins, ao preparar um foie gras. Mohamad, que fez um único estágio profissional depois de ser eliminado do reality, no extinto restaurante Beato com o exigente chef Alberto Landgraf, domina técnicas e está longe de ser um iniciante de forno e fogão.

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

Continua após a publicidade
Gravação do podcast Cozinha do Lorençato: sucesso nas redes sociais Arnaldo Lorençato/Veja SP

Nascido em uma família de comerciantes de origem libanesa e muçulmana dedicada à venda de móveis, diz não professar uma religião, mas herdou dos pais o talento para negócios. Formado em administração de empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, está à frente de uma equipe de dez pessoas, que será alocada no espaço em reforma. Ali, terá não uma, mas três cozinhas-estúdio. O lugar será também um centro para pequenos eventos. “Não penso só em beleza, mas em funcionalidade”, garante. Ele, que sobe vídeos no YouTube três vezes por semana — às terças e quintas, às 19 horas, e aos domingos, às 17 —, pretende ainda dar voz e imagem a outros talentos.

Nesse tempo no ar, o youtuber recebeu chefs famosos, como Claude Troigros, Helena Rizzo e Jefferson Rueda. Também cruzou as fronteiras do país e gravou episódios em cidades como Moscou, Beirute, Jerusalém, Los Angeles, Istambul e Paris. Na capital da França, encontrou com Jacquin, o mesmo jurado que não viu nele um futuro promissor. Para marcar a paz e provando o contrário, a dupla até trocou um selinho. Talvez esse seja um dos maiores méritos de Mohamad: tira partido dos próprios erros e diverte-se com eles. Precisou, por exemplo, de dois dias para fazer direito um espaguete cacio e pepe. Ou seja, com o timing e a informalidade perfeitos para a internet. Por isso, Mohamad, que nesta sexta (8) é o convidado do podcast Cozinha do Lorençato, e também participa da live da Vejinha (@vejasp) às 18 horas, vai ainda mais longe, muito mais longe.

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

Continua após a publicidade

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato
Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma

Publicidade