Rainha de Copas

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Não dá para ficar indiferente a Rainha de Copas. Dirigido e escrito por May el-Toukhy, o drama dinamarquês traz a excelente Trine Dyrholm (de Nico, 1988) como a advogada Anne. Ela mora com o marido e as duas filhas pequenas e trabalha como defensora de crianças e jovens que foram molestados. Também acolhe com cuidado o enteado Gustav (Gustav Lindh), que passa a viver com eles. O relacionamento do rapaz com a madrasta fica cada vez mais íntimo e Anne usa Gustav como objeto de seu prazer. Embora com desfecho previsível, o filme expõe o tema do abuso sexual, quase sempre abordado pelo ponto de vista feminino, numa versão ousada, corajosa e polêmica, sobretudo por ter uma mulher no comando. Direção: May el-Toukhy (Dronningen, Dinamarca/Suécia, 2019, 127min). 18 anos. Estreou em 12/9/2019.

    info
  • Direção: May el-Toukhy
  • Duração: 127 minutos
  • Recomendação: 18 anos
  • País: Dinamarca e Suécia
  • Ano: 2019
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s