Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Bruto

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
VejaSP:

Resenha por Dirceu Alves Jr.

Histórias em forma de mosaico tomaram conta do cinema na segunda metade da década de 90. Uma cena inicial ganhava explicação na situação contada logo a seguir e, um detalhe anterior, se justificava na reta final, como um quebra-cabeça. O recurso também foi explorado no teatro, mas nem sempre alcançou um bom resultado. Bruto, vigoroso drama escrito por Alexandre Dal Farra e dirigido por Luiz Fernando Marques com os atores do Núcleo Experimental do Sesi, entra para a lista dos casos bem-sucedidos. Onze jovens um tanto perdidos na vida norteiam a trama, formada por cenas curtas impactantes e de forte teor dramático. Em uma delas, uma garota comunica a gravidez ao namorado milionário e propõe um acordo financeiro. Em seguida, um amigo confessa ao outro que sofreu um estupro no passado, enquanto, na sequência, uma garota deprimida leva o fora da namorada, que pretende se casar com um rapaz. Como previsto, a costura se dá na reta final, durante uma festa em que todos são confrontos com um pesadelo de proporções caóticas. Cada narrativa se fecha, como se fosse independente, e os espectadores são obrigados a se deslocarem pelos espaços montados no Mezanino do Centro Cultural Fiesp para acompanhá-las. Como autor, Dal Farra marca mais um gol ao tocar em feridas da nossa realidade, mergulhando dessa vez em uma densa análise psicológica de uma geração afoita e sem o controle dos próprios atos. A encenação criada por Marques conduz o elenco, de rendimento irregular, a uma tensão viva e crescente. André Zurawski, Cibele Bissoli, Emilene Gutierrez, Guto Moura, Luana Tanaka, Heitor Vallim e Heráclito Caleb se destacam entre os onze atores. Estreou em 16/4/2015. Até 26/7/2015.

    info
  • Direção: Luiz Fernando Marques
  • Duração: 120 minutos
  • Recomendação: 16 anos
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.