Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Arte no Brasil: uma História do Modernismo na Pinacoteca de São Paulo

VejaSP:

Resenha por Laura Ming

Os principais momentos da arte modernista no Brasil estão sintetizados em cinquenta obras do acervo da Pinacoteca. Um prato cheio para quem quer entender mais esse movimento. Isso porque, além dos diversos textos que contextualizam as peças e a vida dos artistas, a curadoria da mostra Arte no Brasil: uma História do Modernismo na Pinacoteca de São Paulo optou por dispor os trabalhos de um jeito que ficasse fácil ver quais eram os temas recorrentes e como esse estilo evoluiu. Em uma das paredes, por exemplo, há quatro quadros de casas de Volpi colocados lado a lado que evidenciam sua aproximação com o abstracionismo. Se no primeiro, Mogi das Cruzes, de 1935, as construções surgem bem caracterizadas, no último, Fachada IV, de 1960, restam apenas as formas geométricas. Ainda se pode observar a predileção de Di Cavalcanti por pintar mulheres sensuais, além da preocupação de Lasar Segall em retratar temas e personagens brasileiros, como em Bananal, de 1927. Também está lá Antropofagia, de Tarsila do Amaral, inspiração para Oswald de Andrade escrever o Manifesto Antropófago. Na segunda sala ficam telas mais técnicas de paisagens típicas de São Paulo, caso do Anhangabaú, da Freguesia do Ó e do Pico do Jaraguá, feitas nas décadas de 30 e 40. De 19/10/2013 a 27/12/2015.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.