Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Uma seleção de achados com as experiências mais autênticas de São Paulo

Saiba tudo sobre a nova temporada do projeto Achados Elo, que contempla descobertas na gastronomia da cidade, com indicações da equipe da Vejinha

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 31 ago 2021, 15h10 - Publicado em 13 ago 2021, 15h35

Em uma metrópole tão cheia de vida — e repleta de lugares para comer e beber –, não faltam atração autênticas para quem curte dar um rolê (sempre com todos os cuidados durante a pandemia, é claro). A convite de Elo, VEJA SÃO PAULO anuncia a segunda temporada de Achados Elo, projeto cuja primeira fase ocorreu entre outubro de 2020 e maio de 2021. A proposta segue a mesma linha: trazer indicações de bares, restaurantes, docerias e outros endereços onde, além dos comes e bebes de qualidade, a experiência é única.

A equipe de gastronomia da Vejinha, que sempre está de olho em novos e antigos endereços da cidade, vive à procura desses lugares especiais. O time da revista percorreu as cinco regiões da capital para pinçar mais vinte achados, que serão apresentados nas próximas semanas.

Considerados um dos melhores lugares para comer em Palhereiros, no extremo sul da capital, o Restaurante da Marlene é uma das indicações e é o escolhido para iniciar essa nova temporada. Os pratos brasileiros são feitos quase que somente com ingredientes orgânicos, muitos deles produzidos por agricultores do pedaço. Também na região sul, daremos duas dicas à moda alemã: o bar Zur Alten Mühle, que faz parecer que você está em uma taberna em Munique, e o Gansaral, um restaurante de família com um atraente jardim.

Fã de pratos do Oriente Médio? Em Santana, vamos mostrar o Yeran, um restaurante com receitas armênias de tradição. Para celebrar mais culturas da Ásia, vamos falar sobre os cafés do We Coffee, na Liberdade, e os drinques do The Punch, escondido em uma galeria do Paraíso.

Também dá para encontrar bons bebericos no The Victoria Pub, um bar típico inglês aberto por dois amigos da terra da rainha no Itaim Bibi; no Martin Bar, que ocupa o espaço onde foi um estacionamento no Tatuapé e virou queridinho da região; e no Bagaceira, que tomou conta de um antigo pé-sujo na Vila Buarque. Outra atração sobre a qual vamos falar é o Nelita, tocado por uma equipe de mulheres, em Pinheiros, onde se pode ter um jantar mais bacanudo.

Além de nossas indicações semanais, não perca também a programação em vídeo, de Gastronomia Descolada, sempre com três perguntas do editor-sênior Arnaldo Lorençato para um dos chefs em destaque de Achados Elo, e a segunda temporada da série O Melhor da Gastronomia Descolada, na qual o repórter Saulo Yassuda apresenta dicas imperdíveis. É uma descoberta atrás da outra.

Continua após a publicidade
Publicidade