Polêmica

Zé de Abreu ataca jornalista Sandro Vaia após sua morte

Pelo Twitter, o ator global criticou posição política de Vaia logo após confirmação de sua morte. Horas depois, Abreu deletou sua conta na rede social

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Jose-de-Abreu
José de Abreu: polêmica na internet (Foto: Divulgação/Rede Globo)

O jornalista e escritor Sandro Vaia faleceu no sábado (2), em decorrência de uma cirurgia para desentupir as vias biliares que realizou ainda em março. O jornalista foi diretor de redação do jornal Estado de S. Paulo por seis anos, editor do Jornal da Tarde e escreveu o livro A Ilha Roubada. Ele foi enterrado no domingo (3) em Jundiaí, distante 57 quilômetros da capital.

sandrovaia-vera
O jornalista Sandro Vaia, sua esposa, Vera e Andrea Matarazzo, político do PSD (Foto: Reprodução/Facebook)

+ Taxista sem máquina de cartão poderá ser multado a partir de hoje

Na segunda (4), o ator José de Abreu, partidário do PT, atacou Vaia, de posição política contrária ao partido, após a sua morte. Usando sua conta no Twitter, escreveu: “Vaia morreu de entupimento das veias biliares! A vida vale o ódio? Ou o ódio vale mais que a vida? Para mim, não”. O comentário gerou uma série de respostas inflamadas contra o artista, que acabou deletando seu perfil.

postagem-vera-vaia
Postagem de Vera Vaia, viúva de Sandro Vaia, que morreu no último sábado (2), reproduz o comentário do ator José de Abreu (Foto: Reprodução/Facebook)

+ Veja as últimas notícias da cidade

A viuva do jornalista, Vera Vaia, também usou as redes sociais para protestar contra Abreu. "Quando vi essa postagem no Twitter (de Abreu) resolvi ignorar, porque esse verme desprezível não mereceria uma só palavra de quem sempre trilhou pela estrada do bem, como fez o Sandro Vaia ao longo dos seus 72 anos de vida. E essa lição ele nos deixou. A de não nos deixar abalarmos por vitupérios saídos de bocas e mentes sujas de tipos como esse", escreveu. A filha, Giuliana, redigiu uma carta aberta para o ator. Confira na íntegra:

"Caro zé, (assim com minúscula)

Preciso te confessar uma coisa. Quando eu era mais nova, eu era sua fã. Não tenho vergonha de admitir isso, por mais vergonhoso que seja. Eu assistia a todas as suas novelas; era quase um amor platônico, tamanha minha admiração. Acredite. Hoje custo a acreditar. O tempo foi passando, cresci e eu fui conhecendo, através de seus escritos, o homem ze de abreu, não mais o ator. E assim fui me decepcionando e meu castelinho de areia, ruindo.

Atrás das cortinas apareceu uma pessoa feia. Uma pessoa desrespeitosa, desumana que coloca a divergência política (e a ignorância, diga-se de passagem) acima do respeito pelo ser humano. Confesso que quando li aquele tuíte senti um misto de raiva e nojo. A que ponto chega a escrotidão de uma pessoa? Mas aí vi que não vale a pena sentir raiva de uma alma tão pobre de espirito. No fim, senti pena. Que coisa não? De uma admiração fervorosa, surgiu um sentimento de pena. E não tem coisa mais triste que isso.

Sabe, nem to pedindo pra respeitar a memória do meu pai, porque sei que você não alcançaria tamanha iluminação, mas seria polido da sua parte respeitar o luto da família ao menos. Embora você se auto intitule comediante não é legal sair fazendo 'piada' com sentimentos tão doloridos nesse momento delicado pelo qual estão passando os familiares de seu desafeto. No caso eu, minha mãe e minha filha.

E olha, nem to entrando no mérito politico aqui. To falando de respeito, humanidade e de caráter, coisa que infelizmente teu pai não te ensinou a ter. Ao contrário do meu. 

Um abraço,Giuliana.

Ps: Se é como você me disse "a morte não purifica a pessoa", pois então vamos esperar sua próxima vida. Quem sabe deus te presenteie com um coração. Em tempo: depois que conversamos, seu post desapareceu misteriosamente. Acovardou-se?"

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que Abreu deleta seu perfil na rede social. Em agosto de 2015, após estrelar uma campanha do PT falando em nome do partido e defendendo a gestão da presidente Dilma Rousseff, ele alegou que queria evitar atritos maiores com os internautas. Porém, acabou voltando ao Twitter.

Fonte: VEJA SÃO PAULO