Política

Vereadores entregam manifesto para cobrar produtividade da Câmara

Parlamentares querem mais agilidade do Legislativo municipal e pedem fim de derrubada de sessões

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

LO3D8562
Sessão fazia em agosto deste ano (Foto: Mario Rodrigues)

Vereadores de São Paulo entregam, na tarde desta terça-feira (2), um manifesto que cobra mais produtividade da Câmara Municipal.

O documento é assinado por Gilberto Natalini (PV), Marco Aurélio Cunha (PSD), Mario Covas Neto (PSDB), Coronel Telhada (PSDB), Ricardo Young (PPS) e Patrícia Bezerra (PSDB). No texto, que será entregue à Mesa Diretora da Casa, são feitas reivindicações como o respeito aos acordos estabelecidos entre as lideranças partidárias e a não derrubada de sessões. Além disso, também é pedido que os vereadores apresentem projetos de maior relevância.

"Há um grupo de vereadores que não concordam com a maneira que a Casa vem sendo conduzida. Por isso vamos entregar o manifesto para mudar essa situação", afirmou o vereador Ricardo Young.

+ Confira as últimas notícias

De acordo com os vereadores, a iniciativa pretende fazer um alerta sobre a lentidão do Legislativo municipal. Com 55 vereadores, o funcionamento da Câmara custa 574 milhões por ano aos moradores de São Paulo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO