Noite

Dança sensual twerk se populariza nas pistas da capital

Com influência do funk carioca e praticado por cantoras como Miley Cyrus, o estilo ganha festas temáticas e uma aula própria

Por: Juliene Moretti - Atualizado em

festa submission twerk
Dançarinas do Difference Group, no Lions: gênero é tema de festa a cada quinze dias (Foto: Victor Takayama)

Criada no sul dos Estados Unidos há duas décadas, com timbres graves e batida hip-hop, a música eletrônica trap ganhou novo fôlego há três anos por meio de festas alternativas em Nova York. Seus principais porta-vozes foram o produtor Diplo, cujo currículo inclui parcerias com M.I.A., Britney Spears e No Doubt, e o hit Harlem Shake, do também americano Baauer, sucesso internacional. “Na mesma época, Diplo visitou o Brasil e, inspirado pelo funk carioca, criou um gênero similar, só que mais rápido e muito dançante”,explica o DJ e produtor paulistano Alex Trusty. Nascia ali o twerk.

A reboquedo som, surgiram coreografias sensuais e ousadas — o principal passo consiste em coordenar o balanço para a frente e para trás dos quadris com movimentos rápidos das pernas em direção ao chão. Sim, lembra a famigerada “dança da boquinha da garrafa”, invenção do extinto grupo Companhia do Pagodenos anos 90. Os movimentos passarama ser usados por artistas pop como Rihanna, Beyoncé e Nicki Minaj em videoclipes e shows. A consagração definitiva veio em agosto de 2013, comuma lendária apresentação da cantora Miley Cyrus no MTV Music Awards.

+ Pearl Jam confirma cinco shows no Brasil em novembro

É evidente que não demorou para o ciclo se fechar e o negócio voltar ao Brasil, agora embalado como produto americano legítimo. Festas inspiradas no estilo começaram a surgir na capital em agosto do ano passado, como a Wiggle e a Nêga, no Anexo B, e a A$$, na Blitz Haus, ambos na Rua Augusta. Essas iniciativas pioneiras apostavam na música característica, mas, salvo tentativas meio desajeitadas dos frequentadores, deixavam os passos de lado. Isso mudou em novembro, com a chegada da festa Submission ao Lions Nightclub, na Bela Vista, a primeira casa noturna a convocar profissionais para mostrar o rebolado ao público. “São movimentos complexos, e é preciso ter sensibilidade para que não fiquem vulgares”, afirma a dançarina Liss Leal, criadora do Difference Group, que se apresenta na festa a cada quinze dias. A ideia pegou e nos últimos meses foi adotada emoutros eventos do tipo.

aula de twek anexo b
Uma das sessões do Club Workout,no Anexo B,  na Rua Augusta: clima de balada (Foto: Mario Rodrigues)

Em uma dessas baladas, a atriz e dançarina Mariana Eva percebeu que muitos ficavam tímidos na hora de sacudir os quadris. “Era comum ver algumas pessoas querendo descer até o chão, mas com vergonha dos olhares dos outros”, afirma. Para resolver o problema, ela criou em março o Club Workout, uma aula específica para aprender o twerk. As sessões têm duração de uma hora e meia e ocorrem todo sábado no Anexo B, quando reúnem uma média de cinquenta pessoas.

Um DJ comanda os pickups e o clima noturno é garantido pela iluminação.“Assim fica mais fácil para o pessoal se soltar”, afirma Mariana. Junto ao movimento básico, é possível executar outros mais mirabolantes, como rastejar de joelhos ou ficar de ponta-cabeça. “Eu me divirto porque a atividade exige coordenação motora e movimentos sensuais, então é preciso descontrair para conseguir relaxar na hora”, diz a produtora de moda Angélica Möller, que participa das aulas desde o primeiro dia. Além de lúdica, a série de exercícios é puxada: os alunos iniciantes chegam aperder 600 calorias por aula, o mesmo resultado de uma hora de prática de boxe.“É bem difícil, mexo o corpo todo e quase desmaio de cansaço no fim”, diz apublicitária Milena Castro, uma das mais assíduas do grupo.

› A$$ (festa). Blitz Haus. Rua Augusta,657, Consolação, ☎ 2924-5083. Sábado(4), a partir das 22h. R$ 30,00 a R$ 80,00.

› Club Workout (aula). Anexo B. Rua Augusta,430, Cerqueira César. Sábados, às15h. R$ 50,00 por aula ou R$ 120,00 o plano mensal.

› Dirty (festa). Superloft. Rua Cardeal Arcoverde,2926, Pinheiros, ☎ 5044-5558.Sexta (10). R$ 20,00 a R$ 50,00.

› Nêga (festa). Anexo B. Rua Augusta, 430, Cerqueira César, ☎ 3774-0358. Sábado(18), a partir das 23h. R$ 25,00.

› Submission (festa). Lions Nightclub. Rua Brigadeiro Luís Antônio, 277, Bela Vista,☎ 3104-7157. Sábado (11), a partir da 0h.R$ 40,00 a R$ 100,00.

› Wiggle (festa). Anexo B. Rua Augusta, 430, Cerqueira César, ☎ 3774-0358. O próximoevento está previsto para maio.

Fonte: VEJA SÃO PAULO