Estilo

Tropical chique ou creative black-tie? Saiba como acertar o traje indicado no convite da festa

Anfitriões inovam na hora de escolher o dress code (em tradução literal, código de roupa) de seus eventos. "A intenção é que as roupas ganhem uma pitada de graça", diz a consultora de moda Gloria Kalil. "Em caso de dúvida, a saída é ligar e perguntar ao organizador." Para ela, mais complicado do que tentar entender o que significam tais figurinos é quando não há indicação nenhuma de traje no convite. "Isso, sim, é horroroso." Nesta reportagem, Gloria dá dicas de como montar quatro looks não convencionais

Por: Juliana de Faria - Atualizado em

Tropical chique

Tropical chique

Boa parte dos 500 convidados da artista plástica Beatriz Milhazes deve ter ficado com cara de interrogação diante do traje "tropical chique" pedido no convite para sua festa na Galeria Fortes Vilaça, na Vila Madalena. "A idéia era que as pessoas aparecessem ao estilo de Sonia Braga nos anos 70", diz Marie Ikonomidis, uma das responsáveis pelo evento, realizado no começo do mês. Ah, bom. Como choveram ligações de gente em dúvida, ela cansou de explicar o significado do dress code. Anote aí. No caso de um "tropical chique" atravessar o seu caminho, a dica de Gloria Kalil é buscar cores e estampas que lembrem o verão. Mas atenção: não confunda despojado com desleixado. "Esqueça os chinelos de dedo e roupas de luau na praia, como bermuda e camiseta", avisa Gloria.

Fashion

Fashion

Requisitado principalmente para festas de jovens entre 17 e 25 anos, esse tipo de traje exige dos convidados que estejam bastante antenados com a moda. "Vale misturar peças em alta nas lojas, achados de brechó e customização", explica Gloria. É possível combinar minissaia de cintura alta (estilo marinheiro) com camisa listrada e plataforma de estampa de cobra. Outra sugestão fashion para o verão são as pantalonas, largas e com corte fluido. Os homens têm a liberdade para vestir o que for mais confortável. Podem usar camiseta pólo, mas o recomendável é uma camisa esporte, calça cáqui e sapatênis. "Invista em cores incomuns, como o rosa", sugere Gloria. Um relógio bacana também incrementa o visual. "Bonés,

apenas se forem bem modernos e de marcas chiques."

Creative black-tie

Traje escuro

Festa black-tie pede vestido longo muito chique, com bordados, rendas e brilhos. É o traje mais formal do guarda-roupa, usado geralmente em ocasiões especiais como boda ou formatura. O creative, nesse caso, dá uma liberdade ao black-tie. Os homens não precisam ir de smoking completo (camisa branca de pala pregueada, gravata-borboleta e faixa de cetim). "Se preferir, coloque uma camiseta por baixo do colete", diz Gloria. As mulheres também podem ousar com vestidos. E mais ainda se combinarem com meião preto e sapatilhas. "É quase uma fantasia", resume.

Traje escuro

Creative black-tie

Se receber um convite assim não confunda com uma festa dark, de Dia das Bruxas, ou um encontro de góticos. Traje escuro é uma variação do já conhecido social ou passeio completo, normalmente requisitado para jantares e coquetéis. Elas devem usar tailleurs, vestidos ou saias de tecido fino, como a seda. Nos pés, salto alto. Também é a hora certa para uma boa jóia, uma maquiagem ou um cabelo especial. "O vestido dourado surge como opção para um ‘extreme’ social", diz Gloria Kalil. "Ótimo para eventos bem glamourosos que aceitam até um comprimento mais curto." O look masculino é mais simples, já que a opção é uma só: terno escuro com camisa social (de padronagem sutil), gravata e sapatos pretos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO