Saúde

Três primeiras mortes causadas por chikungunya são registradas no país

Elas ocorreram no Sergipe e na Bahia, em vítimas idosas

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Aedes_aegypti - dengue
Aedes Aegypti, mosquito transmissor da chikungunya (Foto: Muhammad Mahdi Karim/ Wikicommons)

As três primeiras mortes no país causadas por chikungunya foram confirmadas sexta (15) pelo Ministério da Saúde. Duas deles ocorreram no Sergipe e outra na Bahia, em vítimas idosas, com idades de 75, 83 e 85 anos, e que já sofriam com doenças crônicas.

+ Como escolher o melhor repelente contra o Aedes aegypti

Transmitida pelo mesmo mosquito da dengue, Aedes aegypti, a febre se alastrou no ano passado: foram 20 661 casos notificados no ano passado, contra 3 657 em 2014. Entre os casos de 2015,  7 823 foram confirmados por diagnósticos e 10 420 ainda estão sendo investigados.

+ Crônia: Guerra ao Mosquito

Os sintomas são parecidos com os da dengue, porém causa ainda mais dor, principalmente nos pés e nas mãos.

+ Tudo o que você precisa saber sobre o vírus zika

Fonte: VEJA SÃO PAULO