Comidinhas

Saladerie traz misturas de folhas que agradam mesmo com o frio

Personalidades francesas batizam pratos incrementados da casa, que fica no Itaim

Por: Helena Galante - Atualizado em

saladerie 2276
A chamada edith piaf (R$ 34,90): com camarão salteado no alho (Foto: Mario Rodrigues)

Indicar uma visita a uma casa de saladas no friozinho pode parecer uma ideia um tanto arriscada. Contrarie o senso comum de que o prato leve só combina com as temporadas quentes e vista seu casaco para conhecer a nova Saladerie, no Itaim. O salão de paredes brancas, muitos espelhos e cadeiras transparentes dispõe de um balcão ao fundo onde as dezesseis sugestões são preparadas. Criativas, muitas delas compensam a ausência daquela fumacinha saindo do prato.

+ Confira o canal Comidinhas

+ Opções de restaurantes light para todas as estações do ano

Todas recebem nomes de personalidades da França. Edith Piaf, por exemplo, se transformou em um mix de folhas verdes acrescido de mandioquinha grelhada, cebolas pequenas carameladas em suco de laranja, cogumelo-de-paris, shiitake, shimeji mais camarões pequenos salteados no alho. Torradas de ciabatta acompanham. Custa R$ 34,90. Mais substanciosa, a gérard depardieu (R$ 31,90) está entre as preferidas da clientela.

Além das folhas, leva espaguete de palmito pupunha, abobrinha e mandioquinha grelhadas mais um hambúrguer pequeno de fraldinha feito lá mesmo e coberto por queijo brie e tiras crocantes de alho-poró. Inclui ainda uma marmelada agridoce de tomate, substituta ideal para o ketchup industrializado. Em meados de junho, lançou mais versões guarnecidas de pedidas quentes. A madame bovary (R$ 28,70) traz uma quiche de aspargo e cogumelos e a joséphine de beauharnais (R$ 33,40), brandade de bacalhau servida num potinho. Também é possível combinar os ingredientes ao gosto do freguês. De sobremesa, experimente a cheesecake lambuzada de geleia de framboesa (R$ 11,80).

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪ | ATENDIMENTO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO