Bares

Rouge Bar à Vin tem carta de vinhos com 120 rótulos

Para acompanhar as taças e garrafas, há uma seção de embutidos e alguns pratos mais consistentes

Por: Luiz Henrique Ligabue - Atualizado em

Rouge Bar à Vin
Salão concorrido: público em busca de tintos e brancos (Foto: Fernando Moraes)

Imagine um lugar descolado, meio chique, mas sem frescuras, frequentado sobretudo por  trintões. Ele tem paredes vermelhas e cinza, mesas de madeira e um comprido balcão. Um jardim de inverno e uma antiga árvore do imóvel completam a decoração.

Esse é o clima do Rouge Bar à Vin, que traz uma carta de vinhos de 120 rótulos — trinta deles em  taça —, cozinha supervisionada  pela chef-consultora Ana Soares  e uma seção de embutidos.  

Para acompanhar a taça do tinto italiano Brusco dei Barbi 2010 (R$ 19,00), opte pela charcuterie maison (R$ 36,50), porção na  qual gordas fatias de bresaola  (mais finas, por favor), rillete de pato, patê, pepinos e cebolinhas têm a parceria indispensável  do pãozinho. Pratos como arroz de camarão (R$ 38,50) são uma boa pedida para refeições.

Os espumantes servidos em taça estão sempre efervescentes devido a uma máquina que mantém as bolinhas vivas. Vá de Kirter Blanc de Blanc Brut (R$ 24,00).

Para passar horas: as melhores mesas (da 60 até a 69) fi cam sob a frondosa sibipiruna.

COMIDA✪✪✪| AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO