Restaurantes

Rodeio abre filial no Shopping Iguatemi

Tradicional nos Jardins, a churrascaria ganha novo endereço em investimento de 5 milhões de reais

Por: Arnaldo Lorençato - Atualizado em

Restaurante Rodeio, Shopping Iguatemi - 2224
Salão concorrido: bonito projeto do arquiteto Isay Weinfeld (Foto: Mario Rodrigues)

Recém-inaugurada no 8º andar da nova ala do Shopping Iguatemi, a churrascaria Rodeio esbanja charme em um bonito projeto do arquiteto Isay Weinfeld. Assim como a matriz, esta unidade é tocada pelo restaurateur Roberto Macedo, de 72 anos, e suas filhas, Silvia Macedo Levorin e Sandra Macedo Ferreira Alves. Segundo os proprietários, o investimento foi de 5 milhões de reais.

+ Churrascarias fazem reajuste de preços acima da inflação

+ Marca Petrossian ganha loja de caviar e outros luxos

Para chegar ao salão, acessado por meio de dois elevadores exclusivos, passa-se pelo agradável bar que também funciona como sala de espera, no térreo. Desde a abertura, em maio, a casa costuma lotar todos os dias, e quem não chega cedo enfrenta uma longa espera. Não se trata da pioneira experiência do Rodeio em shopping: no início dos anos 80, houve uma unidade de vida breve no interior do Eldorado.

Prime Rib do Rodeio do Shopping Iguatemi - 2224
Prime rib: R$ 82,00 (Foto: Mario Rodrigues)

Repete-se na filial o mesmo cardápio dos Jardins. Entre as sugestões, está a famosa picanha fatiada (R$ 98,00), finalizada em catorze pequenas grelhas distribuídas por três aparadores. Em peça alta de contrafilé com osso, o prime rib (R$ 82,00) mostra-se outro corte de primeira. Mais consistente, a fraldinha (R$ 68,00) chega no ponto certo.

+ Especial de bairros: Jardins

As guarnições podem ser o irresistível arroz rodeio (com batata palha, anéis de cebola, bacon e ovo; R$ 39,00), receita criada no restaurante pelo jornalista Thomaz Souto Corrêa, ou o delicioso palmito assado (R$ 42,50).

De sobremesa, oferece opções triviais e benfeitas, a exemplo do pudim de leite e da musse de chocolate (R$ 16,00 cada uma). Entre os rótulos da boa (e cara) carta de vinhos, uma sugestão é o tinto francês Bourgogne Pinot Noir Pasquier Desvignes 2008 (R$ 86,00). Capitaneado pelo maître e gerente de operações do grupo, Francisco Chagas Filho, o serviço desmancha-se em mesuras.

COMIDA ✪✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO