Gastronomia

Restaurantes e cafés também servem produtos orgânicos

No Banana Verde, por exemplo, o cliente escolhe entre duas opções de prato e duas de sobremesa, fora o bufê de salada

Por: Bruna Furlan - Atualizado em

Banana Verde

A agradável casa possui uma loja de produtos naturais e orgânicos. O menu é ovolactovegetariano, renovado diariamente. O cliente escolhe entre duas opções de prato e duas de sobremesa, além de se servir de um bufê de saladas e entradas. Aparecem na lista de sugestões principais risoto de queijo brie com shimeji ao perfume de hortelã e arrumadinho de mandioquinha recheado de requeijão, milho e cogumelo paris.

Moinho de PedraFica na Chácara Santo Antônio e vende produtos integrais e orgânicos, além de funcionar como restaurante. No comando, a criativa chef Tatiana Cardoso usa apenas vegetais. Fixos no cardápio, há apenas dois pratos do dia, um preparado com arroz integral e o outro, uma massa de farinha integral. O cliente faz uma composição com o que mais lhe agrada e paga um preço fixo.

Ekoa CaféNo preparo dos pratos servidos neste café da Vila Madalena, são utilizados legumes e verduras orgânicos. Há também bebidas como vinhos, prosseco, cerveja e sucos, todos com esse rótulo. “O cardápio reúne interessantes sugestões para petiscar”, avisa Helena Galante, repórter de comidinhas de VEJA SÃO PAULO. “É o caso do trio de minitapiocas de carne-seca, queijo de coalho e coco ralado regado com leite condensado. Para beber, vai bem o chocolate quente temperado com masala, uma mistura picante de gengibre, canela, cravo, cúrcuma e outras especiarias.”

Le Manjue Bistrô

O chef Renato Caleffi prefere os ingredientes orgânicos para desenvolver receitas saborosas. Além dos vegetais há espaço para carnes, aves, peixes e frutos do mar. O menu traz receitas americanas e asiáticas. Na jambalaia, variante da paella espanhola com influências francesas e africanas, o arroz chega misturado a camarão, banana e curry. Serve café-da-manhã até as 11h30 e brunch até as 13h30 nos fins de semana.

Maní Melhor contemporâneo na edição 2008/2009 do guia Comer&Beber - O Melhor da Cidade, tem no comando dos fogões a gaúcha Helena Rizzo e o catalão Daniel Redondo. “É formidável como conseguem extrair tanto sabor em pratos preparados apenas com vegetais”, anota o editor de gastronomia de VEJA SÃO PAULO Arnaldo Lorençato. “Um primor na apresentação, o peixe do dia (robalo ou cherne) vem assentado sobre banana-da-terra e coberto por um mix de farinhas de mandioca, de milho, de pão e de biscoito de polvilho. No arremate, recebe flores e uma intensa espuma de tucupi e leite de coco.”

Fonte: VEJA SÃO PAULO