Shows

Seis noites para celebrar a reabertura da Casa de Francisca

Após reforma, espaço retoma as atividades na terça (24) com um palco maior como principal novidade e série de apresentações

Por: Carol Pascoal - Atualizado em

Paulo Vanzolini
Paulo Vanzolini: sambista (Foto: Divulgação)

O ano de 2011 foi bastante movimentado para a charmosa Casa de Francisca, localizada no Jardim Paulista. Com apenas 44 lugares, o pequenino salão abrigou cerca de 300 shows ao longo de onze meses de funcionamento — praticamente um por dia. Em dezembro, porém, a estrutura do sobrado de 1913 precisou passar por uma reforma. “Em toda obra surgem imprevistos, e o valor começou a nos preocupar”, diz o sócio Rubens Amatto. Foi organizado então um dia de espetáculos no Teatro Oficina com o objetivo de levantar fundos para finalizar os trabalhos. Na ocasião, mais de cinquenta artistas abriram mão do cachê e se apresentaram em clima festivo. As 600 pessoas presentes contribuíram com 25% do custo do reparo. Com um palco maior como principal novidade, o espaço retoma as atividades na terça (24).

+ Os shows que agitam a cidade

+ Casa de Francisca abriga apresentações para público diminuto

+ El Grande Conserto leva 54 músicos ao palco do Teatro Oficina

Na noite de reabertura, José Celso Martinez Corrêa, do Teatro Oficina, assume o piano e canta composições próprias. Pela primeira vez na Casa de Francisca, a formação completa do conjunto A Barca, com Juçara Marçal (voz), Chico Saraiva (violão) e outros sete integrantes, exibe-se na quarta (25). Os violonistas Paulo Bellinati e Cristina Azuma mostram o disco “Pingue-Pongue” na quinta (26). Cavaquinista virtuoso, Rodrigo Campos aproveita a oportunidade para fazer o pré-lançamento do álbum “Bahia Fantástica” na sexta (27) e no sábado (28). O sambista Paulo Vanzolini fecha a programação da semana no domingo (29), quatro dias depois de completar 88 anos. Acompanhado por um quarteto, ele interpreta os clássicos “Volta por Cima e Ronda”, entre outros. Dica: reserve um lugar para assistir aos shows pelo site www.casadefrancisca.art.br.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO