VILA MADALENA

Bar posta vídeo e diz que acusação de cliente é "absurda"

Quitandinha foi palco de polêmica na noite do último dia 5 quando frequentadora afirma que foi agredida e expulsa da casa

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

quitandinha abre
Fachada do Quitandinha (Foto: Reprodução/ Facebook )

Envolvido em acusação de agressão, o bar Quitandinha, na Vila Madalena, se defendeu na noite de segunda (15). O estabelecimento postou um vídeo no próprio site intitulado "O desmonte de uma acusação absurda." 

+ Veto a bares só contempla bairro tombado

No vídeo, há um compilado de imagens captadas pelas câmeras internas e externas da casa no último dia 5 que tenta derrubar a versão da universitária Júlia Velo. As lado das imagens, o bar afirma que a estudante não foi expulsa da casa por um segurança da casa e que não houve negligência dos funcionários. 

Grupo antifeminista marca ato de apoio ao Quitandinha

Em texto que repercutiu na internet, Júlia afirmou ter sofrido agressões físicas e verbais enquanto frequentava o endereço com amigos naquela noite. Na data, ela teria sido abordada em sua mesa por dois homens e, após responder negativamente às investidas, passado a ouvir xingamentos e até levado um puxão pelo braço. De acordo com o relato, além de não receber solidariedade por parte da gerência do bar, conta ter sido expulsa pelo segurança.

Quitandinha - câmeras
Reprodução do vídeo postado pelo Quitandinha (Foto: Reprodução)

"Temos a certeza de que o que ocorreu não se passou como afirmado", publicou o endereço. O bar ainda postou uma foto em que consta o aviso:  "Quitandinha é contra o assédio e toda a forma de agressão." 

Nos comentários do vídeo, internautas criticam o fato de que as imagens estão editadas e sem som. Em seu perfil no Facebook, a universitária também protestou. ""É difícil entender tudo quando não há áudio e os diálogos sórdidos não são ouvidos. Os olhos só veem o que querem. Mas, esperamos, a justiça verá tudo. E ouvirá a todos. E, sem edições, poderá chegar a uma conclusão", escreveu.

Segundo a assessoria do bar, as imagens originais foram perdidas porque houve outras gravações por cima, mas estão sendo recuperadas.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO