Mistérios da Cidade

Que fim levaram as listas telefônicas de papel?

Por: Daniel Nunes Gonçalves [Fernando Cassaro e Filipe Vilicic] - Atualizado em

O Guia de Assinantes On-line e a Central 102, serviços da Telefônica para a busca de telefones, praticamente mataram as listas de papel. Juntos, os dois recebem cerca de 15 milhões de consultas mensais. Desde 2002, os calhamaços de até 2 quilos e quase1 600 páginas não são mais distribuídos aos 11,9 milhões de assinantes da concessionária espanhola. Agora, só ganha o trambolho quem pede. E são poucos: apenas 41 000 paulistanos, ou 0,3% dos assinantes.

Fonte: VEJA SÃO PAULO