Manifestação

Protestos ocorrem no centro e na Avenida Paulista neste sábado (31)

Manifestações reúnem cerca de 200 pessoas no Masp e 500 no centro, onde a polícia usa, pela primeira vez, uma armadura especial

Por: Redação VEJASÃOPAULO.com - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Uma nova manifestação contra a Copa do Mundo, com concentração em frente ao Teatro Municipal, no centro, ocorre desde as 15h deste sábado (31). Cerca de 500 pessoas chegaram por volta das 18h40 à Federação Paulista de Futebol, na Barra Funda. Por volta das 19h, os manifestantes incendiaram cartazes e a bandeira do Brasil para marcar o fim do ato. Durante todo o trajeto, o clima foi tranquilo, enquanto predominavam gritos contra a realização do Mundial.

+ José de Freitas, o vovô da passeata, não perde um protesto

Policiais monitoraram o movimento na região e utilizaram, pela primeira vez, a armadura que foi criada para auxiliá-los no patrulhamento de protestos contra a Copa do Mundo. Segundo a assessoria da Polícia Militar, o protesto continua pacífico.

Esse foi o nono ato realizado pelo grupo Se Não Tiver Direitos, Não Vai Ter Copa, que desde janeiro protesta contra a realização do Mundial no país.

Na Avenida Paulista, cerca de 200 pessoas se reuniram no vão livre do Masp para protestar contra a gestão da presidente Dilma Rousseff às 15h10. Depois de seguir até a Praça do Ciclista e voltar pela pista no sentido Paraíso eles permaneceram em frente ao museu.

Fonte: VEJA SÃO PAULO