Shows

“Soy Loco por Ti América” reúne músicos sul-americanos

Projeto do Centro Cultural Banco do Brasil tem direção do cantor e compositor Moska

Por: Pedro Ivo Dubra - Atualizado em

Abre Shows 2224 - Aterciopelados
Andrea Echeverri e Héctor Buitrago, do Aterciopelados: visitantes da Colômbia (Foto: Divulgação)

Cantor e compositor, o carioca Moska tornou-se uma espécie de embaixador informal de seus colegas sul-americanos no Brasil. Tudo começou em 2002, quando escutou um disco do uruguaio Jorge Drexler entregue por uma fã. Desde então, o músico fez amizade com figuras como o americano filho de argentina Kevin Johansen e o portenho Pedro Aznar. A partir de terça (5), ele assina a direção musical do projeto Soy Loco por Ti América, no Centro Cultural Banco do Brasil.

+ Onde e quando acontecem os shows do projeto "Soy Loco por Ti América"

+ As bandas e cantores que se apresentam nos próximos dias

A mecânica é a seguinte: todas as noites, Moska assume o papel de mestre de cerimônias e faz uma curta introdução sobre os shows. Daí sobe ao palco a atração de fora com o participante brasileiro dando uma canja. Após uma breve pausa, o convidado daqui realiza seu espetáculo e recebe o visitante de volta no final. 

Fernanda Takai
Fernanda Takai: primeira atração brasileira da série que se estende até o dia 26 (Foto: Divulgação)

Para dar largada à série, foram escalados Fernanda Takai, vocalista da banda mineira Pato Fu que também possui uma carreira-solo, e os colombianos do Aterciopelados, grupo de rock formado em 1992 por Andrea Echeverri (voz) e Héctor Buitrago (baixo). No dia 12, exibem-se Fernando Cabrera (Uruguai) e Pedro Luís. Lisandro Aristimuño (Argentina) e Marcelo Jeneci sobem ao palco no dia 19, e Francisca Valenzuela (Chile) apresenta-se com Ana Cañas no dia 26.

Fonte: VEJA SÃO PAULO