Comida

Pizzaria BatePapo, no Guarujá, conquista fãs com receitas esquisitas

Com mais de 130 000 fãs no Facebook, a casa produz pizzas com quarenta e quatro pedaços

Por: Larissa Faria - Atualizado em

pizzaria batepapo
Santos, o dono do local: opção com 44 pedaços (Foto: Davi Ribeiro)

Gastar longos minutos tentando decidir os sabores da pizza para agradar a toda a turma? Isso jamais será um problema na Pizzaria BatePapo, no Guarujá, onde se pode pedir a opção com treze sabores em 44 pedaços, um arrasa-quarteirão de 90 centímetros de diâmetro vendido a partir de 250 reais.

+ Dicas para identificar bolsas de grife autênticas

Incrivelmente, porém, não é apenas pelas dimensões agigantadas de seu carro-chefe que o endereço é um hit na internet. Os 130 000 fãs que a casa tem no Facebook multiplicam as curtidas quando a página publica imagens de suas receitas para lá de extravagantes. A mais recente foi a de sabor “ovo de Páscoa”, decorada com casca de chocolate. Antes dela, já houve a de engradado de cerveja e a de espetinhos de picanha, passando por um galo vivo entre rodelas de linguiça na versão originalíssima de “calabresa com frango”. Tudo, é claro, somente cenográfico, para “bombar” nas redes sociais (um único vídeo contabilizou 5 milhões de visualizações). 

pizzaria batepapo
Algumas das montagens exóticas de pizzas da BatePapo (Foto: Reprodução/Facebook)

“Meu sonho é produzir a maior pizza do mundo”, anuncia Ricardo dos Santos, de 45 anos, dono do local. Nos anos 2000, o comerciante desistiu da profissão de eletricista e montou um carrinho de lanches com o nome BatePapo. Em 2006, surgiu o restaurante, e ele encontrou na internet a maneira de transformar o lugar em ponto turístico da Enseada. No dia a dia, a mais vendida entre as setenta opções do menu é a versão de cinco sabores, incluindo um doce no centro, com 50 centímetros de diâmetro e preço de 60,90 reais. Ela representa um terço dos 3 000 discos que os sete funcionários servem mensalmente. 

+ Sete lugares para decretar o fim da solteirice

A campeã de tamanho do cardápio, aquela de 90 centímetros, só sai do forno sob encomenda, cerca de dez vezes por ano, servida apenas no lugar. “Nem adianta pedir para entregar”, avisa Santos. “Já tentamos, mas ela não passa pela porta.”

Fonte: VEJA SÃO PAULO