Criminalidade

Pedreiro fica preso por engano por 12 horas na Zona Oeste

Amigos e familiares de Willian Santos Hito encontraram o verdadeiro ladrão e chamaram a polícia

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

O pedreiro Willian Santos Hito, de 31 anos, ficou preso por engano por 12 horas no 87º DP em Pirituba. Detido na quarta-feira (28), ele foi liberado na madrugada desta quinta-feira (29), após familiares e amigos encontrarem o verdadeiro criminoso, William Ferreira dos Santos, também de 31 anos.

Coincidências não faltaram no caso. Além do nome e da idade, ambos moram no mesmo bairro e possuem um Gol branco. As placas também são idênticas. Afinal, o veículo de Hito foi clonado.

Tudo começou quando uma auxiliar de vendas de 22 anos teve a bolsa roubada. Na delegacia, ela informou a placa do carro usado pelo assaltante para fugir. Durante as investigações, policiais encontraram o automóvel estacionado na porta da casa do pedreiro, que foi preso.

Indignados, amigos e parentes de Hito se mobilizaram para encontrar o verdadeiro ladrão. Quando acharam o carro clonado, eles chamaram a polícia. Santos ainda tentou fugir, mas foi preso.

Após ter a inocência comprovada, Hito foi libertado. O caso foi registrado no 87º DP, em Pirituba.

Fonte: VEJA SÃO PAULO