Lazer

Paulistanos fazem exercícios no Autódromo de Interlagos

Cerca de 600 pessoas por dia usam o Autódromo de Interlagos como parque

Por: Filipe Vilicic - Atualizado em

A auxiliar de produção Laurita Clemente, de 56 anos, corre no Autódromo de Interlagos há quase dez. Mas não de carro. Maratonista amadora, treina uma hora e meia por dia no circuito de 4 quilômetros que circunda parte da pista automobilística. Quando começou a freqüentar o lugar, era uma das poucas almas a se exercitar no pedaço. Hoje, ela divide o espaço com as cerca de 600 pessoas que utilizam diariamente o autódromo como parque – nos fins de semana esse número salta para

1 000. "De uns três anos para cá, o movimento aumentou muito", conta Laurita. A impressão dela está correta. Desde 2005 a freqüência dobrou na base da divulgação boca a boca. Além da pista usada por corredores e ciclistas, a área de 1 milhão de metros quadrados do autódromo conta com uma quadra de futebol e duas poliesportivas. O estudante Diego Sanchez, por exemplo, pratica basquete em uma quadra próxima à entrada principal, no portão 7. "É ótimo ter uma opção de lazer pertinho de casa", afirma. Ele demora no máximo quinze minutos para ir a pé de sua residência até o centro do automobilismo paulistano.

Aberto para o lazer em 1990 (cinqüenta anos após sua inauguração), o autódromo não era muito utilizado por esportistas na década passada. "Investimos em segurança e na recuperação de quadras, que estavam destruídas", afirma o gestor do autódromo, Roberto Seixas. Mesmo assim, ainda há muita coisa a ser feita por lá. A reclamação mais comum é a ausência de banheiros, bebedouros e lanchonetes. "Já temos os projetos para tais melhorias, mas precisamos de verba da prefeitura."

Autódromo de Interlagos. Acesso pelo portão 7, na Avenida Senador Teotônio Vilela. Aberto das 6h30 às 19h20 (menos quando há eventos fechados). www.autodromointerlagos.com.

Fonte: VEJA SÃO PAULO