Crise hídrica

Feira Gastronômica Panela na Rua reduz a conta de água em 80%

Ajustes nas torneiras, descargas e captação da água da chuva foram algumas das medidas tomadas para conseguir a economia

Por: Meriane Morselli - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Realizada na Praça Benedito Calixto, a feira gastronômica Panela na Rua conseguiu baixar o valor de sua conta de água de 1 200 reais para 250 reais por mês com o bônus da Sabesp. No mês de janeiro, de consumo diminuiu de 55 m³ para cerca de 15 m³. Aberto aos sábados e domingos, o espaço recebe aproximadamente 1500 pessoas por semana.

+ O que acontece de mais importante na cidade

Para conseguir esse número, o proprietário do espaço e curador da feira, Caio de Sá, tomou medidas a exemplo da redução do fluxo de água das torneiras para lavar as mãos.  “Antes a torneira ficava aberta por 4 segundos e eram despejados 520 mililitros, com a mudança, o fluxo agora é de 5,5 segundos e caem 320 mililitros”, diz. Foi instalado embaixo das pias um reservatório com capacidade de 1 200 litros para armazenar esse líquido. De acordo com Sá, o gasto total com as obras ficou abaixou dos 1 000 reais.

+ Vídeo que mostra a Cantareira cheia causa polêmica

Foram trocadas ainda as válvulas das descargas dos dois banheiros, a fim de economizar 3 litros a cada vez que é acionada.  Para finalizar Sá criou um esquema para captar água da chuva diretamente da calha. “É feito de um jeito bem simples, apenas desviei o fluxo da caixa para grandes latões”, conta. Tudo o que é  armazenado é usado higienização do espaço, que possui 400 metros quadrados. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO