Passeios

O que acontece neste sábado (28): peças de teatro

Aproveite espetáculos selecionados que estão em cartaz em São Paulo

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Vermelho-2264
Maturidade e juventude: jogo de espelhos para envolver o espectador em "Vermelho" (Foto: João Caldas)

+ O que fazer neste sábado (28)

  • O drama ganhou projeção graças ao filme de Sidney Lumet, em 1957. A história de uma dúzia de sujeitos encarregados de chegar a um veredicto é montada sob direção de Eduardo Tolentino de Araújo. O réu foi acusado de assassinar o pai, e a decisão precisa ser unânime para executá-lo ou absolvê-lo. O conflito começa quando um dos doze jurados (o ator Norival Rizzo) opta pela dissonância e abala a convicção do grupo, decidido pela condenação. Com Fernando Medeiros, Brian Penido Ross, Ricardo Dantas, Rodolfo Freitas e outros. Estreou em 19/11/2010. Até 27/11/2016.
    Saiba mais
  • De Alan Ayckbourn. Um exemplo de que o bom teatro resulta da comunhão de um texto de qualidade levado à cena por um diretor seguro e um elenco afinado. Escrita em 1985, a tragicomédia é centrada em uma mulher (Denise Weinberg) que enfrenta uma crise. Enquanto imagina a família ideal, com um marido carinhoso, um irmão protetor e uma filha atenciosa, o que vê são pessoas incapazes de lidar com a realidade. Entre a loucura e a lucidez, ela mascara a frustração. Acomodada no palco que reproduz um jardim, a plateia compartilha da intimidade desses conflitos e, principalmente, do irretocável desempenho de Denise. Com Maristela Chelala, Clarissa Rockenbach, Eduardo Muniz, Francisco Brêtas, Flávio Faustinoni, Mário Borges e Mário César Camargo. Estreou em 24/02/2012. Até 28/10/2012.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: De Joe Calarco. Escrito em 1997, o drama faz uma releitura de Romeu e Julieta. A trama se passa num colégio para rapazes, em que quatro estudantes oprimidos começam a encenar o texto de Shakespeare como válvula de escape. Aos poucos, eles mergulham na peça e fazem paralelos com a própria vida. A direção de João Fonseca tira proveito dessa metalinguagem e, apoiada em sutilezas, oferece múltiplas possibilidades ao elenco. Rodrigo Pandolfo, na pele de Julieta, confirma que é um dos mais promissores talentos da atualidade e cativa o público ao lado de Felipe Lima, João Gabriel Vasconcellos e Pablo Sanábio. Estreou em 14/01/2012. Dia 06/05/2012.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: De Emilio Boechat. O ator Marcelo Médici dá mais uma tremenda prova de seu talento e versatilidade ao se desdobrar em nove personagens e dez caracterizações nesta divertidíssima comédia. Após dez anos de casamento, Samuel (Ricardo Rathsam) é surpreendido com o pedido de divórcio. Ele busca amparo em sua mãe e nos amigos, mas não é aceito. Andando pelas ruas, cruza com um bêbado, um assassino e uma prostituta gaúcha, entre outras figuras, todas interpretadas por Médici. Estreou em 17/09/2011. Até 22/07/2012.
    Saiba mais
  • Comédia dramática

    Vermelho
    VejaSP
    3 avaliações
    De John Logan. Antonio Fagundes um dos nossos mais respeitados atores, e seu filho Bruno Fagundes estão frente a frente no palco. A comédia dramática confronta o artista plástico Mark Rothko (1903-1970) com seu jovem assistente Ken, um aspirante a pintor com os ideais típicos da juventude e ainda ingênuo para saber que só a experiência ajusta algumas equações. A direção firme de Jorge Takla rege e segura os dois lados dessa história. Tanto o equilíbrio ficcional como o embate entre pai e filho (ou entre artista veterano e iniciante) são conduzidos de forma inteligente para seduzir e inquietar a plateia. Estreou em 30/03/2012. Até 4/12/2016.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO