Passeios

O que acontece neste domingo (29): peças de teatro

Aproveite espetáculos selecionados que estão em cartaz em São Paulo

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Um Violinista no Telhado - José Mayer
José Mayer: ator interpreta o leiteiro judeu Tevye em "Um Violinista no Telhado" (Foto: Divulgação)

+ O que fazer neste domingo (29)

  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: Adaptação de Claudio Botelho para peça de Joseph Stein, Sheldon Harnick e Jerry Bock. Lançado na Broadway em 1964, o musical é centrado em Tevye, um leiteiro judeu que vive em um vilarejo russo. À frente de 43 atores e dezessete músicos, José Mayer surpreende como o protagonista em permanente luta pela sobrevivência ao lado da mulher (Soraya Ravenle) e dos cinco filhos. O conflito se inicia quando três filhas (Rachel Rennhack, Karina Mathias e Julia Fajardo) se rebelam contra as tradições e rejeitam os casamentos arranjados. Mais um acerto de Charles Möeller e Claudio Botelho, mostrando que a dramaturgia nos musicais pode, sim, estar sobreposta às canções sem comprometer o gênero. Estreou em 16/03/2012. Até 15/07/2012.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: De Peter Shaffer. Montado pela primeira vez no Brasil em 1976, com Paulo Autran no elenco, o drama oferece múltiplas ferramentas ao ser levado ao palco. Elias Andreato interpreta um psiquiatra que investiga os motivos capazes de levar um jovem (papel de Leonardo Miggiorin) obcecado por cavalos a cometer um ato bárbaro. Para o médico, compreender a mente do rapaz pode ser também a forma de livrá-lo de entender a própria identidade. O diretor Alexandre Reinecke ampliou o suspense sem diluir a profundidade psicológica nem a discussão sexual. Estreou em 06/04/2012. Prorrogado até 27/09/2012.
    Saiba mais
  • A diretora Neyde Veneziano e os integrantes da Cia. La Mínima assinam a adaptação da comédia de Dario Fo. Domingos Montagner divide a cena com Fernando Sampaio. Ambos desdobram-se em vinte personagens nas quatro histórias inspiradas em passagens da Bíblia que satirizam a espetacularização da fé. Com Fernando Paz. Estreou em 22/3/2012. Até 20/12/2014.
    Saiba mais
  • De Woody Allen. Muitos filmes do cineasta americano têm ligação estreita com o teatro. Escrita em 1995, esta comédia integrou uma coletânea de três histórias de um ato e, ambientada em Nova York, centra-se no inusitado confronto entre dois sujeitos. Enquanto espera pela amante (a atriz Carol Mariottini), o roteirista Jim Swain (vivido pelo ator Norival Rizzo) conhece Fred (interpretado por Fábio Assunção), um morador de rua que o acusa de roubar suas ideias para um longa-metragem. O diretor Alexandre Reinecke respeitou o estilo do autor sem tentar reproduzi-lo. Ele pôs em cena uma história simples e enxuta, quase sem brechas para improvisos. Rizzo, como sempre, transita sem esforço na pele do roteirista, extraindo graça naturalmente sem reforçar gestos nem entonações. Fábio Assunção, por sua vez, transmite no tempo certo o desequilíbrio mental do personagem e tira proveito das sacadas bem-humoradas. Estreou em 08/07/2011. Até 24/03/2013.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: Adaptação de Roberto Alvim para conto de Franz Kafka. Depois da parceria no espetáculo 45 Minutos, o ator Caco Ciocler e o diretor Roberto Alvim encontram-se em um novo e bem-sucedido monólogo dramático. Em cena, a vida do autor e o conto se cruzam em uma fortíssima interpretação de Ciocler, que consegue se sobrepor à plasticidade sempre tão presente nas encenações de Alvim. Já doente, Kafka escreve A Construção trancado em casa para se proteger do mundo exterior. Em contrapartida, criou uma espécie de topeira, que vive debaixo da terra, cavando o próprio espaço para sobreviver. Estreou em 10/02/2012. Até 13/05/2012.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO