publicidade

Religião

Padre Marcelo Rossi inaugura santuário com números épicos

O novo cartão-postal católico conta com 2.000 voluntários, 200 coroinhas, 50.000 hóstias por missa e supercrismas com até 1.500 adolescentes

26.out.2012 | Atualizada em 18.jun.2013 por Daniel Bergamasco

As freiras da Diocese de Santo Amaro responsáveis pela confecção das hóstias para as missas do padre Marcelo Rossi já foram avisadas: a encomenda de 40.000 unidades semanais será de 200.000 a partir do Dia de Finados, na sexta (2), quando o sacerdote inaugura o Santuário Theotokos — Mãe de Deus, na Zona Sul. Construído em terreno de 30 000 metros quadrados, o local é superlativo em tudo, a começar pela capacidade anunciada de abrigar 100.000 fiéis ao mesmo tempo. “Poderemos crismar 1.500 adolescentes de uma vez”, calcula o padre.

Padre Marcelo Rossi: ele planeja lançar os livros Khronos e Kairós para custear incrementos como telões ao ar livre
Padre Marcelo Rossi: ele planeja lançar os livros Khronos e Kairós para custear incrementos como telões ao ar livre
(Foto: Mario Rodrigues)

Para receber tanta gente, Marcelo Rossi tratou de aumentar o exército de voluntários. No Santuário do Terço Bizantino, a atual sede de seus cultos, com um sexto da capacidade, há aproximadamente 1 000 cadastrados, dos quais 300 se revezam de fato nas missas. Com o novo endereço, o número de inscritos saltou para 2 000 e metade assumirá funções regulares, desde o agendamento das excursões vindas do país inteiro até o atendimento de frequentadores no “pequeno shopping” que incluirá livraria religiosa, loja de lembrancinhas e lanchonete. “É preciso ter comprometimento de profissional, como se fosse um trabalho”, diz Wilson dos Santos, de 33 anos, dono de uma empresa de eletrônicos, que três vezes por semana ajudará a acomodar o público nas 6.000 cadeiras de plástico. Ele conta que muitos oferecem ajuda “com o propósito de tentar ficar perto de alguém famoso”, mas, “sem vocação para servir ao próximo”, logo se afastam. A mudança de endereço aqueceu também a procura por vagas de coroinha. “Os pais são loucos para que os filhos sejam escolhidos. Dá a maior briga”, relata Rossi. Assim, em vez de cinquenta, serão 200 crianças e adolescentes (meninas, na maioria) revezando-se em funções diversas. “Quando você fica experiente, pode fazer coisas mais legais, como tocar o sino”, empolga-se Stefany Batista, de 10 anos, que veste a túnica desde os 6. A madrinha, a dona de casa Dilma da Silva, se derrete: “A diferença em uma criança que frequenta a missa é fácil de notar: ela é mais educada e cresce longe de males como as drogas”.

As coroinhas Stefany, 10, Mariana, 14, Vitoria, 16, e Alexsandra, 15: posição disputada
As coroinhas Stefany, 10, Mariana, 14, Vitoria, 16, e Alexsandra, 15: posição disputada
(Foto: Mario Rodrigues)

Na infância, o arquiteto Ruy Ohtake, que assina o projeto, foi coroinha nas missas em latim do Colégio Dom Bosco. Ele já havia projetado uma igreja em Araxá, Minas Gerais, e uma capela no centro de treinamento do Corinthians, na Zona Leste, pronta há um ano. Diz ter se sentido tocado pelo sonho do padre de criar um marco da fé, que se tornará o espaço católico com a maior capacidade no país, o dobro do que comporta a Basílica de Nossa Senhora Aparecida (45.000), no interior paulista. A Igreja Mundial do Poder de Deus, evangélica neopentecostal, afirma que sua sede em Guarulhos, em formato de galpão, abriga 150.000 pessoas. No templo de Salomão, que a Universal constrói no Brás, caberão 10.000 sentados.

Alguns dos voluntários mais antigos: da organização de caravanas ao atendimento na cantina
Alguns dos voluntários mais antigos: da organização de caravanas ao atendimento na cantina
(Foto: Mario Rodrigues)

Com cobertura de estrutura sinuosa, cujo ponto mais alto (22 metros) tem um vitral em tons de azul e roxo, o projeto se tornou mais complexo com a decisão de eliminar pilastras que atrapalhariam a visão do altar. “O aquecimento do mercado imobiliário e a inflação de ferro e aço foram tornando tudo mais caro”, diz Ohtake. A ajuda financeira veio em 2010, com o lançamento do livro Ágape (Globo), fonte de quase todos os 25 milhões de reais consumidos até agora. Com título enigmático (“amor divino” em grego) e reflexões sobre a vida escritas em 2010, durante o período em que o padre ficou de repouso em cadeira de rodas após lesionar o pé ao correr na esteira, tornou-se um fenômeno editorial sem precedentes: nunca um livro vendeu tanto em tão pouco tempo no país, passando dos 8,2 milhões de exemplares, fora os 3 milhões dos demais produtos em que se desdobrou, como CDs e DVDs. “Ele batalhou muito e, por vezes, tivemos de enfaixar sua mão após sessões exaustivas de autógrafos”, conta o voluntário Antonio Miranda.

Rossi diz estar rascunhando “mentalmente” dois novos livros, batizados com nomes gregos, Khronos e Kairós, ou “tempo do mundo” e “tempo de Deus”. É a chance de captar os milhões destinados aos acabamentos necessários, como bancos de madeira e portas basculantes para separar a área coberta. “Vou tirar, em breve, um mês para escrever.” Enquanto não se concentra na tarefa, trata de perder os quilos ganhos no período de sedentarismo forçado. “Cortei massas do cardápio e corro 20 quilômetros por dia na esteira de casa.” Resultado: passou de 115 para 103 quilos, mais adequados à sua altura, de 1,95 metro. “Estou perdendo mais rápido que o (ex-jogador) Ronaldo — mas, com todo o respeito, eu não tinha barriga.”

Alexandre Pires (à esquerda) e Agnaldo Rayol: convidados para cantar na inauguração
Alexandre Pires (à esquerda) e Agnaldo Rayol: convidados para cantar na inauguração
(Foto: Léo Franco/Futura Press)

Com o fôlego recuperado, o sacerdote prepara a inauguração do sonhado santuário no mesmo estilo pop star com que explodiu em 1998, com o disco Músicas para Louvar o Senhor, com mais de 3 milhões de cópias vendidas. No palco da missa de estreia, os cantores Alexandre Pires e Agnaldo Rayol farão participação especial. Figura constante em casamento de famosos e poderosos, Rossi já marcou a primeira celebração matrimonial do santuário. Será no dia 24 de novembro. O empresário Wesley Batista, presidente da JBS-Friboi, e a mulher, com quem vive há 25 anos, decidiram oficializar a união no religioso. Segundo ele, quem quiser poderá se inscrever para o enlace ali, com taxas e regras semelhantes às de qualquer templo. “É um espaço para todos”, diz. Com estacionamento exclusivo para ônibus e convidados, foi necessário fazer contrapartidas para mitigar o trânsito da região, como a pavimentação de vias e a instalação de semáforos. A efervescência do entorno não vem só do santuário em si, mas do impacto econômico que ele começa a causar. “De olho na movimentação, estão surgindo concessionárias de veículos”, exemplifica.

Na avaliação de Paulo Romeiro, professor de pós-graduação em ciências da religião da Universidade Mackenzie, a novidade se torna, sobretudo, grande vantagem para a Igreja Católica. “Ele é o único nome com poder de fogo para competir com as neopentecostais, em um país no qual a emoção, mais do que a reflexão, pauta a relação entre os fiéis e seus líderes.” No segmento clerical, não se trata de um marco cristão apenas pelo volumoso rebanho. Instalada sob o altar, a cripta com dois painéis de Nossa Senhora guardará os ossos de bispos e padres da diocese de Santo Amaro. Rossi conta que alguns já manifestaram interesse em preencher o formulário no qual oficializam esse destino para seu corpo. “A brincadeira agora são as apostas sobre quem vai inaugurar o espaço.”

Colaborou Mariana Barros

Ágape"" alt="" />
(Foto: Divulgação)

Livro Ágape

Lançamento: 2010

Cópias vendidas: 8,2 milhões

 

CD Ágape

Lançamento: 2011

Cópias vendidas: 1, 9 milhão

 

Livro Infantil Agapinho

Lançamento: 2012

Cópias vendidas: 600.000

 

DVD Ágape Amor Divino (ao vivo)

Lançamento: 2012

Cópias vendidas: 302.000

 

CD Ágape Amor Divino (ao vivo)

Lançamento: 2012

Cópias vendidas: 283.000

 

Santuário Mãe de Deus

Avenida Interlagos,3823, Jardim Umuarama. Missas às quintas-feiras (20h), aos sábados(15h) e domingos (5h45, 11h).

Estacionamentoa penas para convidados e ônibus de excursão. Trem: Estação Jurubatubada Linha 9 – Esmeralda.

Telefone: 5687-9133

publicidade

Avaliação de VEJA SP

Não foi avaliado

Avaliação de VEJA SP

Péssimo

Avaliação de VEJA SP

Fraco

Avaliação de VEJA SP

Regular

Avaliação de VEJA SP

Bom

Avaliação de VEJA SP

Muito bom

Avaliação de VEJA SP

Excelente

Avaliação dos usuários

Ainda não foi avaliado

Avaliação dos usuários

Péssimo

Avaliação dos usuários

Fraco

Avaliação dos usuários

Regular

Avaliação dos usuários

Bom

Avaliação dos usuários

Muito bom

Avaliação dos usuários

Excelente

Avaliação do usuário

Péssimo

Avaliação do usuário

Fraco

Avaliação do usuário

Regular

Avaliação do usuário

Bom

Avaliação do usuário

Muito bom

Avaliação do usuário

Excelente

Péssimo

Fraco

Regular

Bom

Muito bom

Excelente

Comente

Envie por e-mail