Beleza

Nos salões de beleza paulistanos, a tesoura é um detalhe

No cada vez mais concorrido mercado de cabeleireiros da cidade, não param de surgir mimos e serviços novos para os clientes

Por: Claudia Jordão e Flora Monteiro - Atualizado em

Salão de beleza 2238
Horários alternativos, técnicas apuradas, aparelho de Raio X e tatuador: os mimos que os espaços de beleza oferecem (Foto: Veja São Paulo)

Fios longos, repicados e dourados como os da modelo inglesa Kate Moss, escorridos e negros ao estilo da atriz Cleo Pires ou compridos na franja e curtos ao lado para imitar o visual extravagante do astro do rock Anthony Kiedis, cantor da banda californiana Red Hot Chili Peppers. Graças à especialização técnica dos cabeleireiros mais antenados com as tendências do momento e ao arsenal de produtos disponíveis hoje no mercado, homens e mulheres podem alcançar o visual sonhado — ou quase chegar lá — em uma visita ao salão de beleza. As opções de endereço também nunca foram tão grandes. De acordo com dados divulgados no mês passado pela Beauty Fair (Feira Internacional de Cosméticos e Beleza), existem hoje cerca de 78.000 locais especializados na capital, um aumento de quase 60% em relação aos últimos cinco anos.

No vácuo desse fenômeno, grandes redes como o Studio W, do badalado Wanderley Nunes, evoluem num ritmo acelerado. Desde 1999 no bairro de Higienópolis, o negócio tem hoje duas filiais na metrópole (nos shoppings Iguatemi e Anália Franco), outra em Campinas, e uma quarta será inaugurada até o fim do ano em Alphaville. O crescimento do setor está ligado a alguns fatores, como o aumento da presença masculina nesse ambiente. O principal deles, no entanto, diz respeito ao aquecimento da economia e ao crescimento do poder aquisitivo da população, sobretudo o da classe C. “Hoje, um número muito maior de pessoas pode gastar com a aparência”, afirma Luciane Beltran, diretora-geral da Beauty Fair.

Para os profissionais da área, o aumento do público veio acompanhado do desafio de sobreviver num cenário com uma competição cada vez mais feroz. Por causa disso, não basta mais apenas investir no treinamento de profissionais e na qualidade dos produtos. É preciso inovar para se destacar. A turma está caprichando nesse sentido. Nos últimos tempos, surgiu uma série de mimos e serviços, como iPad com imagens de opções de corte, atendimento ao ar livre e música ao vivo. Confira nas matérias abaixo os detalhes dessas e de outras novidades.

Fonte: VEJA SÃO PAULO