Bares

Chopes de microcervejaria são a atração do novato Titus Bar

Boteco ajeitadinho abriu as portas há cerca de um mês na região da Bela Vista

Por: Fabio Wright

Salão do novo Titus Bar, na Bela Vista
Salão do novo Titus Bar, na Bela Vista (Foto: Mario Rodrigues)

Numa região da Bela Vista onde predominam pé-sujos sem personalidade, a chegada de um boteco mais ajeitadinho merece ser comemorada. Abriu as portas na Rua Rocha, cerca de um mês atrás, o Titus Bar, comandado por Naur Augusto (de apelido Titus) e sua mulher, Maria Paula Carlini. O espaço concebido por eles combina uma parede de tijolinhos pintada de branco, luminárias de tecido estampado e lousas, que destacam algumas especialidades da cozinha. Quem quiser ficar na calçada precisa de sorte, pois há apenas duas mesas externas.

+ Um copo para cada estilo de cerveja

Um dos diferenciais do endereço é servir o chope artesanal Britannica, de uma nova microcervejaria de Valinhos, no interior do estado. Eles são tirados com colarinho regulamentar em três tamanhos: garotinho (R$ 4,50; 200 mililitros), half pint (R$ 7,50; 350 mililitros) e pint (R$ 14,00; 568 mililitros). Comece pelo dourado e amarguinho pale ale e depois prove o india pale ale, mais alcoólico e encorpado. Único escuro, o oatmeal stout tem aveia na receita e apresenta sabor bem torrado, com notas de café. Em atitude simpática, o garçom traz um potinho cheio de pistache, de cortesia, como tira-gosto.

+ Cerveja e chope ganham serviço delivery na cidade

+ Cerveja Gourmet traz boa seleção de rótulos nacionais

Chopes Britannica, de Valinhos: nas versões stout, india pale ale e pale ale (da esq. para a dir.)
Chopes Britannica, de Valinhos: da esq. para a dir., stout, india pale ale e pale ale (Foto: Mario Rodrigues)

A oferta de cervejas atinge 33 rótulos, de nove países, a exemplo da lupulada pale ale escocesa BrewDog Trashy Blonde (R$ 16,00) e da belga Tripel Karmeliet (R$ 20,00), à base de três cereais (cevada, aveia e trigo). Enxuto em opções para petiscar, o cardápio lista, entre outros itens, os pasteizinhos de bacalhau (R$ 15,00; oito unidades) que, apesar do recheio saboroso, pecaram pela massa oleosa. Prefira a caseira bruschetta de abobrinha cortada em tirinhas, tomate e um toque de pimenta-calabresa. Fica ainda melhor com um pouco de azeite, que vem à mesa junto do petisco. Montada no pão italiano, a generosa porção de seis unidades custa R$ 15,00. Aviso: por enquanto, a casa só aceita cheque e dinheiro. Fecha neste sábado (31) e reabre na terça (3).

BEBIDAS ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪ | COZINHA ✪✪

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO