Fim de ano

Hipnotizados pelas decorações de Natal, motoristas complicam tráfego

Alguns chegam a frear totalmente ou estacionar em locais proibidos para fotografar renas e papais noéis

Por: Daniel Salles - Atualizado em

Natal - Decorações - Trânsito_2193
Shopping Center 3, na Avenida Paulista: 4 000 adereços (Foto: Fernando Moraes)

É tão certo como o calor, as férias escolares e os convites para amigos-secretos — à medida que o fim do ano se aproxima, os paulistanos começam a notar congestionamentos maiores em algumas vias da capital. Não à toa, o trânsito piora justamente em ruas repletas de fachadas adornadas com guirlandas, laços e milhares de luzinhas. A explicação é simples: hipnotizada pelos enfeites de Natal, boa parte dos motoristas tira o pé do acelerador e reduz a velocidade para, em média, 20 quilômetros por hora. Alguns chegam a frear totalmente ou estacionar em locais proibidos para fotografar renas e papais noéis.

O reflexo no trânsito é imediato. Em vias expressas, por exemplo, um único motorista que pare por apenas um minuto formará 200 metros de fila — se a permanência durar quinze minutos, o engarrafamento provocado será de 3 quilômetros. “O trânsito de São Paulo funciona como um enorme dominó”, diz Horácio Augusto Figueira, consultor em engenharia de tráfego e transportes. “Se uma peça for derrubada, todas as outras poderão cair."

Natal - Decorações - Trânsito_2193
A loja de decoração Kitchens, na esquina da Faria Lima com a Gabriel Monteiro da Silva: shows (Foto: Fernando Moraes)

A pedido de VEJA SÃO PAULO, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) listou os cinco pontos da cidade cujos índices de lentidão costumam ficar acima da média neste período. Os culpados por esses nós no trânsito são velhos conhecidos, como a árvore de Natal do Parque do Ibirapuera e as agências bancárias da Avenida Paulista que ganham decoração típica.

Para garantir a fluidez nas vias, a CET realocou em novembro parte de seu contingente para fiscalizar os arredores de shoppings e centros comerciais ao ar livre, como o da Rua 25 de Março. Até janeiro, quando todos os adereços natalinos já deverão ter sido encaixotados, um batalhão extra de 150 agentes ficará a postos nos gargalos mais críticos da cidade.

1º AVENIDA PAULISTA

Avenida Paulista

Onde se concentra: entre as ruas Augusta e Itapeva, na Bela Vista.

Por que se forma: várias atrações fazem de nossa avenida-símbolo uma via-crúcis. As agências do Bradesco Prime (nº 1450) e do Itaú Personnalité (nº 1811), que até o fim da semana estarão enfeitadas com mais de 350 000 luzinhas, são as mais concorridas. O Shopping Center 3 (nº 2064) traz 4 000 adereços em sua fachada. Neste ano, os 38 postes da avenida ganharão adornos. Montado na altura da Rua Padre João Manuel, o palco destinado aos shows de réveillon será ocupado por bonecos eletrônicos. Ali, um enorme Papai Noel deitado, de 8 metros, dará boas-vindas aos motoristas — provavelmente presos no trânsito.

Como fugir do caos: opte por vias próximas, como Alameda Santos e Rua Cincinato Braga.

2º PARQUE DO IBIRAPUERA

Parque do Ibirapuera

Onde se concentra: na Avenida Pedro Álvares Cabral, perto da Oca.

Por que se forma: erguida no local há nove anos, a superlativa árvore de Natal do Ibirapuera é literalmente de parar o trânsito: nos fins de semana, devido ao excesso de visitantes, a CET costuma bloquear parte da Avenida Pedro Álvares Cabral, nos dois sentidos. A árvore deste ano terá 68 metros de altura — o equivalente a um prédio de 22 andares — e pesará mais de 75 toneladas. Sua inauguração está prevista para o próximo domingo (5). Um dia antes, no lago do parque, a fonte multimídia começa a lançar suas águas dançantes para o alto.

Como fugir do caos: utilize trechos das avenidas 23 de Maio e República do Líbano.

3º AVENIDA BRIGADEIRO FARIA LIMA

Avenida Brigadeiro Faria Lima

Onde se concentra: entre a Alameda Gabriel Monteiro da Silva e a Rua Angelina Maffei Vita, no Jardim Paulistano.

Por que se forma: montados desde 1996, os arranjos natalinos da loja de armários de cozinha Kitchens (nº 2015) atraem para o bairro, nesta época, uma frota extra de veículos. A produção atual custou 1 milhão de reais e inclui bonecos de neve que se mexem e trilha sonora típica. O tráfego também fica complicado em frente ao Shopping Iguatemi (nº 2232), onde foi instalado um Papai Noel de 5 metros de altura, ladeado por um labrador gigante.

Como fugir do caos: se for cruzar a região, use avenidas paralelas, como Brasil e Marginal Pinheiros.

4º MARGINAL PINHEIROS

Marginal Pinheiros

Onde se concentra: nas proximidades da Ponte Estaiada Octavio Frias de Oliveira.

Por que se forma: inaugurada em 2008, a ponte ganhará decoração natalina pela terceira vez. Neste ano, 40 000 pontos de luz serão utilizados para formar uma gigantesca árvore de Natal com 138 metros de altura e 70 de largura. A iluminação, de diversas cores, poderá ser contemplada a partir da próxima quarta (1º). Mesmo por quem estiver a 3 quilômetros de distância.

Como fugir do caos: para cruzar o Rio Pinheiros, recorra a pontes próximas, como a do Morumbi.

 

5º AVENIDA ROBERT KENNEDY

Avenida Robert Kennedy

■ Onde se concentra: entre a Represa de Guarapiranga e o Autódromo de Interlagos.

■ Por que se forma: responsável pelo tumulto no trânsito da região nos fins de semana, a árvore de Natal da Represa de Guarapiranga desde o ano passado é fincada em sua margem. A de 2010 deverá ser inaugurada no próximo sábado (4). Terá 56 metros de altura — o tamanho de um edifício de dezoito andares — e será adornada com 500 bolas coloridas e 800 000 lâmpadas.

■ Como fugir do caos: dê preferência para as avenidas Interlagos e das Nações Unidas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO