Teatro

Nany People volta à TV e aos palcos de São Paulo

Além da reestreia do espetáculo stand-up “Então Deu no Que Deu”, atriz aparece no reality “Cante Se Puder”, do SBT

Por: Adriano Conter

Nany People
Nany People: volta aos palcos de São Paulo com o espetáculo stand-up “Então Deu no Que Deu” (Foto: Divulgação)

Nany People volta aos palcos de São Paulo com o espetáculo stand-up “Então Deu no Que Deu”, nesta quinta-feira (19), às 21h, no Teatro Nair Belo.

+ Nove boas comédias em cartaz na cidade

+ “Se Mion for homofóbico, eu sou lésbica”, diz transexual Nany People

Em evidência desde que participou do programa “A Fazenda 3”, em 2010, a drag queen ainda estreia “Cante Se Puder”, novo reality show do SBT, que vai ao ar hoje (18).

O programa, liderado por Partrícia Abravanel e Márcio Ballas, apresenta cantores mostrando seu talento vocal ao mesmo tempo em que realizam provas de resistência. Nany é uma das juradas.

Confira abaixo entrevista com a atriz.

 

VEJA SÃO PAULO - Quem já viu “Então Deu no Que Deu” pode voltar a se surpreender com o espetáculo? Nany People – Tenho viajado o Brasil inteiro com a peça há dois anos e a ela muda toda vez que encontra uma nova plateia. Meu solo é diferente: não fico ilhada, debaixo daquela luz. O texto é contagiante, alegre e tem o formato aberto. As pessoas vão se surpreender sim.

VEJA SÃO PAULO – E quando irá estrear um novo stand-up? Nany People – Volto a São Paulo a pedidos. Estou escrevendo uma nova peça, “Tsunami”, mas por enquanto a agenda com “Então Deu no que Deu” não me deixa terminá-la. Desde que saí de “A Fazenda”, muitas portas têm se aberto. Me formei em 1984, na Unicamp, mas só agora entrei em contato com certos teatros e produtores.

VEJA SÃO PAULO – E como “Tsunami” vai se diferenciar de seu atual espetáculo? Nany People – Ele será dividido em dois segmentos. Um em que eu faço o stand-up tradicional e o outro em que eu interpreto personagens.

VEJA SÃO PAULO – Muito tem se falado do humor irresponsável. Você se preocupa com isso ao escrever? Nany People – De um tempo para cá, todo mundo achou que sabia fazer humor e a coisa tomou o rumo errado, da piada a qualquer custo. O microfone pode ser usado como arma.

VEJA SÃO PAULO – Para o segundo semestre, além de “Tsunami”, podemos esperar alguma outra peça? Nany People – Devo estrear um musical, mas não posso falar o nome ainda. Estou também voltando ao SBT, com um novo programa, “Cante Se Puder”. Foi uma vitória muito grande – fui escolhida em um teste com outras vinte pessoas. Mais novidade do que isso, só se eu falar que estou grávida.

Fonte: VEJA SÃO PAULO