Shows

Ná Ozzetti lança o disco "Meu Quintal" no Sesc Vila Mariana

Após interpretar sucessos de Carmen Miranda, cantora aposta em trabalho autoral

Por: Pedro Ivo Dubra

Ná Ozzetti
A cantora: volta às inéditas com o álbum 'Meu Quintal' no Teatro do Sesc Vila Mariana (Foto: Divulgação)

O título do novo CD da cantora Ná Ozzetti, “Meu Quintal”, proporciona uma leitura biográfica. Há dez anos, a paulistana Ná vive na cidade de Jundiaí, num sítio em cujo quintal costuma receber amigos e criar suas composições. Como metáfora, o nome ainda tem poder de sugestão. Afinal, o álbum marca o retorno a um repertório quase todo autoral após uma série de incursões a territórios alheios, caso das versões de clássicos eternizados por Carmen Miranda (1909-1955) contidas no elogiado “Balangandãs”. “O quintal imaginado pelo Luiz Tatit, autor da letra da canção que dá nome ao CD, não é necessariamente o meu, mas a imagem acabou vindo a calhar”, diz.

Onze das doze faixas do registro, que será lançado no Teatro do Sesc Vila Mariana, levam a assinatura da intérprete. “Fico mais apreensiva com projetos de inéditas”, afirma. “Não sei como músicas que nunca foram testadas vão ser recebidas pela plateia.” Além de Tatit, participam do trabalho letristas como Zélia Duncan ("Sobrenatural") e Alice Ruiz ("Baú de Guardados", "Ser Estar" e "Acordo de Amor", esta também com Neco Prates). Aliás, as três parcerias com Alice nasceram de encontros no sítio.

Ná sobe ao palco ao lado de Mario Manga (guitarra, violoncelo e violão), Sérgio Reze (bateria), Zé Alexandre Carvalho (baixo) e do irmão Dante Ozzetti (violão).

Fonte: VEJA SÃO PAULO