Saúde

Mitos e verdades sobre o uso de termogênicos e inibidores de apetite

Estimulantes e medicamentos que prometem resultados rápidos na balança podem causar problemas de sáude; saiba como utilizá-los a seu favor

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

termogênicos
Os termogênicos servem para estimular o organismo a queimar gordura, mas não reduzem o peso (Foto: Reprodução)

Com a chegada das estações mais quentes, praticar atividade física e pegar leve na alimentação passam a ser hábitos mais comuns na rotina de muita gente. No entanto nem sempre essa conhecida fórmula composta por exercício e dieta balanceada consegue cumprir suas funções a tempo de ajudar a fazer bonito nas praias e clubes. Nessa hora, entram os queridinhos do momento para queimar aquela gordurinha que teima em não sumir: os termogênicos.

+ Saiba onde tomar suco verde em São Paulo

Aliados do emagrecimento, amigos da dieta e queimadores de gordura são alguns dos principais adjetivos que eles ganham de seus usuários. Essas substâncias são capazes de auxiliar no gasto energético durante a prática de exercícios e proporcionar a sensação de muita energia para os que desejam perder peso. Mas a simples ingestão não é garantia de alcançar o corpo tão sonhado.

Restaurantes vegetarianos e naturais com pratos caprichados

Levantamos as principais dúvidas em relação ao uso de termogênicos e dos inibidores de apetite, como a sibutramina, por exemplo. A endocrinologista Maria Fernanda Barca, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, e a nutricionista Alessandra Luglio, da clínica P4B Health e da "Fit Family", nos ajudaram nessa missão.

Confira os mitos e verdades:

Para que servem os termogênicos? Simplesmente estimular o metabolismo. Não são suplementos alimentares, mas, sim, estimulantes. Eles vão ajudar a otimizar o tempo que o metabolismo levará para chegar a um determinado nível. O que chamamos de uma ação de energia.

Termogênicos eliminam a gordura do corpo? Não existe uma ação direta. Eles ajudam a aumentar a temperatura corporal, aceleram o batimento cardíaco, o que te faz gastar mais calorias para realizar determinado exercício. Dessa forma, eles auxiliam na queima da gordura.

termogênicos
O resultado dos termogênicos só ocorre quando está aliado a uma alimentação balanceada e exercícios (Foto: Reprodução)

Fazem perder peso? A ingestão isolada não faz com que o usuário perca peso. Eles devem ser incluídos em uma rotina com dieta balanceada e prática de exercícios. Quando o gasto calórico é inferior ao consumo, o efeito dos termogênios é nulo.

Mercados que possuem espaços para almoço saudável e refeições rápidas

Eles viciam? Não existe uma comprovação de que haja uma dependência, até porque não possuem quantidades suficientes de componentes, como a cafeína, por exemplo, que levem ao vício.

O que causa a sensação de energia? O uso dos termogênicos aumenta o estado de alerta do corpo. É como se ele estivesse sendo preparado para uma aceleração, por um período de tempo, a chamada vasodilatação, quando o sangue chega aos músculos mais rápido. Isso dá a sensação de disposição.

termogênicos
O uso dos termogênicos ajuda a potencializar o resultado dos treinos, mas é preciso consultar um médico antes do uso (Foto: Reprodução)

Quando deve ser ingerido no pré ou pós treino? Os termogênicos devem ser ingeridos sempre antes de praticar uma atividade física, afinal eles vão estimular o praticante. No período da noite, podem influenciar na qualidade do seu sono.

Ex-sedentário elimina 38 quilos e vira triatleta 

Quem pode tomar? Não há restrição para a maioria do público. Antes de fazer uso, porém, é preciso sempre consultar um médico. É aconselhado também quando a performance atinge o platô e os treinos já não têm mais o mesmo efeito. Outro momento indicado para ingeri-los é aquele dia em que bate preguiça ou desânimo de praticar atividade física. A ingestão, no entanto, não deve ser diária e, antes de passar a usá-los. Grávidas e mulheres amamentando são proibidas de consumi-los. 

Quais os maiores problemas? A ativação metabólica causada pelos termogênicos aumenta o ritmo cardíaco. Ou seja, se uma pessoa tem problemas de coração, poderá desenvolver algo mais sério. Pessoas com quadros depressivos ou com problemas ligados ao sono também não devem consumi-los. A efedrina e a cafeína, substâncias muito presentes nos termogênicos, podem aumentar a irritabilidade do usuário.

Alimentos Termogênicos
Gengibre, chá verde, café e pimenta são termogênicos naturais (Foto: Reprodução)

Existem termogênicos naturais? Sim. Encontramos as substâncias termogênicas em alimentos como o gengibre, a pimenta vermelha, a casca de laranja amarga, o suco de beterraba, o chá verde, a canela, o abacaxi e o café. Eles não têm a mesma propriedade que os termogênicos em cápsulas, por exemplo, mas atuam como "energéticos".

Inglesa cria desafio na internet e perde 25 quilos em 100 dias

Uma pessoa que não faz exercício e consome termogênicos engorda? Não engorda, mas vai se sentir mal. Essa aceleração que o efeito dos complementos causa é indicada para quem for praticar alguma atividade. Caso contrário, o indivíduo vai suar, ficará inquieto, agitado e terá dificuldade para se concentrar.

Quem pode utilizar os inibidores de apetite, como a sibutramina? É indicado para pessoas que não constumam fazer uso de nenhum medicamento. Eles causam uma sensação de saciedade, mas não aceleram o metabolismo. A sibutramina, o mais comum, por exemplo, é receitada apenas por médicos e por um determinado tempo. Ajuda a eliminar alguns quilos.

Por ser um medicamento, existem contraindicações? Uma pessoa com muito peso não deve consumir, pois não terá o efeito desejado. Pacientes com quadro de ansiedade, hipertensão, arritmia ou distúrbios de humor também não devem usá-lo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO