Exposição

Medalhas dos papas são expostas no Museu de Arte Sacra

São 100 peças que contam as histórias dos pontífices desde o ano 235

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Após a comentada renúncia do Papa Bento XVI o Museu de Arte Sacra de São Paulo realiza uma exposição inédita com 100 medalhas papais feitas em ouro, prata e cobre.

Na mostra A Cátedra de Pedro: As Medalhas contam a História, aberta de sábado (23) a 7 de abril, o público confere de perto alguns dos símbolos que contam a história de sacerdotes como Antero, nomeado no ano de 235, e Paulo sexto, que assumiu em 1963 e faleceu em 1978.

+ Papa Bento XVI vira meme no Twitter

+ Visite também a mostra Esplendores do Vaticano, Oca

As peças selecionadas para compor o evento fazem parte de uma coleção com mais de mil medalhas papais e que pertencem ao acervo de numismática (ciência que estuda moedas e medalhas) do MAS e conta com aproximadamente 9 000 artefatos.

O ato de cunhar medalhas papais é uma tradição. Os objetos são feitos desde o século XV e retratam os principais acontecimentos históricos relativos ao papa em questão. Além disso, prestam uma homenagem aos pontífices do passado, formando uma espécie de linha do tempo.

O cardeal Dom Odilo Scherer (nomeado arcebispo de São Paulo em 2007 por Bento XVI) é o responsável pela inauguração da exposição. Esse é o último compromisso público dele antes de sua ida a Roma para participar do Conclave que escolherá o novo papa. Joseph Ratzinger renunciou ao cargo e é primeiro papa a abandonar o posto em 600 anos. 

Museu de Arte Sacra de São Paulo - Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo

Horário: terça a domingo, das 10h às 18h (bilheteria até 17h30)

Preço: R$ 6,00 e grátis aos sábados

Telefone: 3326-5393

Fonte: VEJA SÃO PAULO