Beleza & Bem-estar

Dupla face

Guru de beleza da Chanel, Peter Philips define, nos desfiles de verão e inverno da grife francesa, a cara de 2012 - do blush ao esmalte

Por: Simone Esmanhotto - Atualizado em

maquiagem chanel
Philips em ação: cores de madrepérola na linha Harmonie de Printemps (Foto: Vincent Lappartient)

Se Karl Lagerfeld é visionário, pode-se dizer que só um homem faz sombra para ele: Peter Philips, o guru de beleza da Chanel. Acostumado a pensar no mínimo com dois anos de antecedência no que vai entrar no nécessaire das mulheres do mundo, o maquiador belga, elevado ao status de diretor criativo de maquiagem da casa francesa, está sempre à frente do colega diretor de estilo. Mas, não raro, mexe os pincéis a favor de Lagerfeld. Inspirado pelo tema da nova coleção de verão, “Debaixo d'Água”, Philips criou a sombra 81 Fantasme e o esmalte 545 Attraction. Ambos são brancos perolados e chegam às lojas agora (em São Paulo, nos shoppings Cidade Jardim e Iguatemi) em perfeita sincronia com o prêt-à-porter, cujas roupas vêm em cores de espuma do mar e na gama de madrepérola, o nácar do interior das conchas. Junto com o blush listradinho Horizon de Chanel, Fantasme e Attraction formam o kit básico de beleza do próximo verão proposto pela marca: a carinha brilhante e fresca da foto abaixo.

look make chanel
Sereias emergem na coleção de tema submarino: brilho e pureza para o verão (Foto: Vincent Lappartient)

O look pede contorno dos olhos com lápis bege 69 Clair, delineador preto e gloss que oscila do nude ao rosa-claro. Essa sereia que desfilou entre cavalos-marinhos e corais na passarela armada no Grand Palais, em Paris, salta da água para o mundo dos minérios, assunto que costura a coleção do inverno -- à venda a partir de novembro no país. Sai de cena o branco cintilante e entra outro tipo de rosto cristalino, conquistado com a combinação de dois novíssimos produtos da linha Les Essentiels de Chanel. O primeiro é o Notorious, um híbrido de sombra e blush em tom acinzentado. O segundo é um modelador de cílios, o primeiro na história da Chanel. Foi feito depois de Philips excursionar pela China e notar a febre do dito “curvex”. Diz ele: “Faço produtos criativos, mas é uma parcela pequena que deseja uma maquiagem da moda. A maioria quer pura e simplesmente ficar bonita sem esforço e sem parecer que está pintada. Meu desafio é encontrar a base capaz de passar a ideia de que você nasceu com a pele perfeita ou o rímel que crie a ilusão de cílios naturalmente incríveis. Estamos chegando cada vez mais perto disso”.

Fonte: VEJA SÃO PAULO