Segurança

Bares da zona oeste sofrem com mais assaltos

Mesmo com a prisão de suspeitos, ocorrências continuam

Por: Mariana Barros

undefined Foto 4
Crime: cenas de roubo a restaurante na Vila Olímpia | Crédito: Fotos Reprodução

Após mais de vinte assaltos a restaurantes acontecidos em trinta dias, a polícia prendeu sete suspeitos de participação nos roubos entre os dias 18 e 20. As ocorrências, porém, continuaram. Na última segunda (21), o Pira Sanduba, na Vila Madalena, sofreu um arrastão nos mesmos moldes dos registrados anteriormente. Por volta das 21 horas, dois homens armados renderam funcionários e cinco clientes. Levaram dinheiro, celulares, 500 reais do caixa e um notebook. “A ação não durou mais de três minutos”, afirma uma das vítimas.

No dia anterior, o restaurante chinês Everest, no Butantã, havia sido alvo de investida semelhante. Homens armados entraram na hora do almoço e dominaram os cerca de trinta clientes. Roubaram óculos, dinheiro, bolsas, celulares e 200 reais do caixa. Ao contrário das outras vezes, não foram muito longe. Quatro suspeitos acabaram levados à delegacia, onde as vítimas os reconheceram.

O clima ainda é de apreensão. Na madrugada de segunda (21), os seguranças do italiano Brown Sugar, no Jardim Paulista, ficaram preocupados quando dois carros com dois ocupantes cada um estacionaram próximo ao restaurante. “Ligamos para a polícia, que chegou em três minutos”, conta Marcelo Bruni, um dos sócios. Os suspeitos foram abordados e não havia evidência de que fossem assaltantes. “Mesmo assim, os PMs recomendaram fazer exatamente isso: na dúvida, é melhor chamá-los.”

Embora as ocorrências das últimas semanas tenham se concentrado em Pinheiros e na Vila Madalena, houve ao menos três ações contra restaurantes da Vila Olímpia desde fevereiro que não tinham vindo a público. Em uma delas, no dia 13 daquele mês, quatro bandidos, dois deles armados, renderam todos os presentes. Clientes tiveram armas apontadas para a cabeça antes de entregar celulares, dinheiro e joias. Os assaltantes saíram com bolsas e mochilas a tiracolo, levando ainda 300 reais do caixa. Fugiram em um veículo preto que estava estacionado em frente. “Nem se preocuparam em esconder o rosto ou tatuagens”, relata o proprietário do local. Imagens das câmeras de segurança foram entregues à polícia.

No Fran’s Café Gomes de Carvalho, também na Vila Olímpia, bandidos entraram por volta das 21h30 do domingo 27 de fevereiro. Renderam um casal e roubaram iPods, carteiras e celulares. A pizzaria Zeffa, na mesma rua, foi invadida na madrugada da quarta 2 de fevereiro. Um pedaço de concreto foi atirado no vidro da entrada por volta da 1 hora, quando o local já estava fechado. O prejuízo incluiu duas televisões de plasma e computadores.

A polícia não informou se os roubos ocorridos no bairro têm relação com os registrados nas outras regiões, mas acredita que uma quadrilha de cinco homens esteja por trás da maioria dos crimes. Três dos supostos integrantes foram presos na sexta-feira (18) e outros dois ainda eram procurados até a tarde da última quinta (24).

Investigadores não veem indícios de que a ação no Pira Sanduba tenha sido praticada pelos dois criminosos foragidos. O trio capturado é formado por Augusto do Nascimento, 19 anos, desempregado e com passagem pela polícia, e dois menores, de 17 e 16 anos. “Fazemos nosso trabalho, que é prender. Mas, se a pessoa é solta e volta a roubar, o problema é bem mais complexo”, afirma Dejair Rodrigues, delegado da 3ª Seccional Oeste, responsável pela região de Pinheiros e Vila Madalena.

Fonte: VEJA SÃO PAULO