Férias

Operação Litoral Norte

As pousadas com os melhores preços, os hotéis mais românticos e os locais onde não falta badalação

Por: Rachel Verano - Atualizado em

Praia do Félix - 2245
A Praia do Félix, em Ubatuba: as opções de hospedagem estão cada vez melhores e mais sofisticadas (Foto: Renato Pizzutto)

Quando o arquiteto francês Guillaume Sibaud, um dos sócios do escritório franco-brasileiro Triptyque, pisou pela primeira vez no Litoral Norte paulista, há dez anos, recém-chegado ao Brasil, um detalhe lhe chamou a atenção: a exuberância da natureza. “Eu tinha a sensação de estar completamente imerso na mata”, lembra ele, acostumado às areias cercadas de imensos edifícios da Côte d’Azur, a famosa Riviera Francesa. “A não verticalização da região é o seu maior mérito, algo muito difícil de manter em pontos turísticos”, diz Sibaud, hoje um habitué do pedaço. A faixa de 200 quilômetros de praias que percorre os municípios de São Sebastião, Caraguatatuba, Ubatuba e Ilhabela continua sendo um dos mais bonitos e verdes cartões-postais do país, a despeito de uma série de agressões que vem sofrendo nos últimos tempos, como as ocupações irregulares nos morros e o aumento da poluição das águas provocada pela falta de saneamento básico.

+ Como planejar uma viagem sem estresse

Até o início da década de 90, havia pouquíssimas opções de hospedagem por ali. Esse cenário vem mudando com muita velocidade. A última edição do GUIA QUATRO RODAS listou 190 hotéis na região, ou quase 20% a mais que o total registrado há dez anos. As opções estão cada vez melhores e mais sofisticadas. Quartos com ofurô e menu de iluminação, piscinas com vista infinita debruçadas sobre o mar, massagens em tendas orientais ao ar livre e ambientes assinados por grandes nomes do design são hoje mais ou menos comuns. A cerca de quatro semanas da chegada oficial do verão e da abertura da alta temporada, os últimos retoques já estão sendo finalizados para receber a leva de turistas. Nos próximos dias, novas unidades serão inauguradas, outras repaginadas, e a capital descerá a serra rumo a paraísos como Barra do Sahy, Bonete, Camburi e Toninhas, entre outros. Não importa se a ideia é levar toda a família, curtir com os amigos ou namorar — ainda dá tempo de se programar para o fim do ano e as férias de janeiro.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO