FUTEBOL

5 motivos pelos quais Johan Cruyff jamais será esquecido pelos fãs

Ídolo mundial, craque holandês morreu na manhã desta quinta (24) após batalha de cinco meses contra um câncer

Por: Veja São Paulo

Johan Cruyff
Johan Cruyff morreu nesta quinta (24), aos 68 anos (Foto: Reprodução/Facebook)

O jogador de futebol Johan Cruyff morreu nesta quinta (24) após uma batalha de cinco meses contra um câncer de pulmão, diagnosticado em outubro de 2015. "Em 24 de março de 2016, Johan Cruyff morreu pacificamente em Barcelona, cercado de sua família após uma dura batalha contra um câncer. É com grande tristeza que pedimos que você respeite a privacidade da família durante este tempo de pesar", registrou um comunicado oficial no site do ex-atleta. 

Considerado um dos maiores jogadores da história, Cryuff revolucionou o futebol. Quem assistiu aos jogos do time holandês durante a Copa do Mundo de 1974, com certeza se lembra do seu estilo e de sua liderança durante as partidas. Abaixo, confira cinco motivos pelos quais o atleta jamais será esquecido: 

Johan Cruyff
Atuando na "Laranja Mecânica", a famosa seleção holandesa (Foto: Reprodução/Facebook)

1- Foi o grande nome da seleção da Holanda de 1974, a famosa "Laranja Mecânica"

O time europeu pode não ter conquistado o título (a campeã foi a Alemanha Ocidental), mas deixou uma série de fãs apaixonados pelo seu estilo de futebol. Na "Laranja Mecânica", Cruyff era um dos destaques e chamou a atenção de técnicos no mundo todo. O jogador também disputou o Mundial de 1978, mas nunca levou a taça para casa: ficou com o vice-campeonato nas duas competições

Johan Cruyff
Johan Cruyff com a camisa do Barcelona, onde jogou e atuou como técnico (Foto: Reprodução/Facebook)

2 - Seu trabalho como técnico foi tão brilhante quanto sua atuação como jogador

Cruyff atuou como o "professor" de times como o Ajax, que ganhou inúmeros títulos sob seu comando, e o Barcelona: no equipe catalã, o ex-jogador conquistou o tetracampeonato espanhol entre 1990 e 1994, além de um título inédito da Copa dos Campeões, em 1992. Já com a equipe holandesa, como jogador, faturou oito vezes o campeonato nacional e três Copa dos Campeões (1971, 1972 e 1973).

3 - Considerado um gênio, era um atleta inteligente e inovador

Se você ficou chocado com o pênalti cobrado por Messi e Suárez no Barcelona há um mês atrás, é bom você assistir o vídeo abaixo: o famoso toquinho é, na verdade, obra de Cryuff quando ele ainda era jogador pelo Ajax.

4 - Assim como você, Cruyff era fã do brasileiro Romário

O holandês treinou o brasileiro no Barcelona - em uma oportunidade, ao ser questionado sobre quem foi o melhor jogador com que trabalhou, Cruyff não pensou duas vezes ao citar o nome de Romário, hoje senador pelo Rio de Janeiro. 

5 - Especialistas o consideram o maior jogador europeu de todos os tempos

Entre os muitos apelidos acumulados por Cruyff ao longo de sua carreira de futebol, os que se destacam: "o gênio da camisa 14", ou ainda "o Pitágoras de chuteiras". E nós garantimos: nenhum deles era superestimado.

Johan Cruyff
Johan Cruyff com o jogador espanhol Sergio Busquets, do Barcelona (Foto: Reprodução/Facebook)

Dê sua opinião: E você, que memória inesquecíveu tem de Johan Cruyff? Deixe seu comentário!

Fonte: VEJA SÃO PAULO