Mistérios da Cidade

Italiano faz inventário dos prédios de São Paulo

Projeto que já catalogou mais 100 imóveis na cidade vai virar livro

Por: Maurício Xavier [Com reportagem de Alessandra Freitas, Felipe Neves, Juliene Moretti e Jussara Soares] - Atualizado em

Mistério - SampaioMoreira-(2)
O prédio Sampaio Moreira inaugurado em 1924 está localizado na Rua Líbero Badaró, no Centro (Foto: Milena Leonel/Prédios de São Paulo)

Quando chegou ao Brasil, há seis anos, o corretor de imóveis italiano Matteo Gavazzi impressionou-se com a arquitetura da capital. Por isso, começou a catalogar a história de nossos edifícios. Em agosto passado, o trabalho transformou-se em uma página no Facebook, a Prédios de São Paulo, com fotos de Milena Leonel e Emiliano Hagge.  Entre os mais de 100 imoveis já registrados estão o Guinle, o primeiro em concreto armado na cidade, e o Germaine Burchard, pioneiro no modelo de flat.

+ Empresas investem na contratação de ex-presidiários

+ Corridas de obstáculos com nível militar são atração em São Paulo

Sucesso na rede social, o projeto vai virar livro por meio de um financiamento coletivo pela internet: o grupo arrecadou mais de 60 000 reais até o momento. Abaixo, o ano de inauguração de algumas construções importantes:

Mistério 1 GermaineBurchard-(12)
O edifício Germaine Burchard, de 1942, foi o pioneiro no modelo flat em São Paulo (Foto: Milena Leonel/Prédios de São Paulo)

Germaine Burchard

Ano: 1942

Endereço: Avenida

Cásper Líbero, 59/79

Guinle

Ano: 1913

Endereço:

Rua Direita, 49

 

Palacete São Paulo

Ano: 1924

Endereço: Praça

da Sé, 108

 

Sampaio Moreira

Ano: 1924

Endereço: Rua Líbero

Badaró, 344

Fonte: VEJA SÃO PAULO