Comidinhas

Hamburgueria 162 tem cardápio ao gosto dos boêmios no Baixo Augusta

Em meio a bares e baladas, lanchonete tem conseguido cativar o variado público da região no esquenta para as festas

Por: Helena Galante - Atualizado em

Hamburgueria 162 - 2214
Hambúrguer artesanal: ladeado por picles, alface, tomate e disco de parmesão crocante (Foto: Divulgação)

De vocação notívaga, a região do Baixo Augusta ficou conhecida principalmente por seus bares e baladas. Intrusa no ninho, a nova Hamburgueria 162 tem conseguido cativar o variado público do pedaço. A entrada para o salão — instalado no andar superior de uma galeria na esquina das ruas Luís Coelho e Augusta — resume-se a uma escadinha. Na hora do almoço, predominam ali os funcionários de escritórios próximos. Depois, o ambiente ganha clima de pré-balada. Seguindo a linha desencanada, os atendentes não se preocupam, por exemplo, em perguntar o ponto do sanduíche pedido. A desatenção, felizmente, não comprometeu o resultado das opções provadas durante a visita, no último dia 13.

Mesmo bem passado, o hambúrguer artesanal de patinho e gordura de picanha mostrou-se saboroso. Na versão da casa, o bife de 180 gramas vem coberto de patê suave de fígado de galinha, picles de pepino, alface, tomate, molho béarnaise e um disco de parmesão chapeado (R$ 21,50). Outro lanche combina costelinha de porco desossada e marinada no vinho branco mais chutney de cebola, molho barbecue e queijo prato (R$ 19,50). Sugerida como guarnição, a batata rústica polvilhada de pápricas doce e picante (R$ 5,00 a porção pequena; R$ 11,00 a grande) chegou à mesa molenga. Das entradas, melhor optar pelas asas de frango fritas com a pele bem crocante (R$ 4,00 ou R$ 10,00), boa companhia para as cervejas long neck (R$ 5,00 a Heineken) ou para a tubaína (R$ 3,00). Para terminar a refeição, experimente o aveludado milk-shake de chocolate, que substitui o leite por creme de leite fresco (R$ 6,50).

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪ | ATENDIMENTO ✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO