Protesto

Grevistas da USP entram em confronto com a Polícia Militar

Manifestantes fizeram barricadas na Rua Alvarenga e jogaram objetos contra os policiais, que revidaram com bombas de efeito moral e balas de borracha na manhã desta quarta-feira (20)

Por: VEJA SÃO PAULO

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Estudantes e grevistas entraram em confronto com a Polícia Militar em frente ao portão principal da Universidade de São Paulo no início da manhã desta quarta-feira (20). Os manifestantes jogaram objetos e fizeram uma barricada na Rua Alvarenga para evitar o avanço da Tropa de Choque, que revidou com bombas de efeito moral e balas de borracha.

De acordo com a PM, a confusão aconteceu por volta das 7h, com a presença de aproximadamente 300 manifestantes. Ainda segundo a polícia, o protesto terminou por volta das 8h15, quando os grevistas entraram na Cidade Universitária.

Durante a confusão, a Estação Butantã do Metrô ficou fechada por aproximadamente 5 minutos por volta das 7h, segundo a ViaQuatro, concessionária que administra a linha.

+ Juíza revoga fiança e atropelador da USP ficará preso

Por causa do entulho deixado pelos manifestantes, a Rua Alvarenga está totalmente bloqueada para o trânsito. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) recomenda que os motoristas evitem o local.

+ Acompanhe as últimas notícias da cidade

Os grevistas protestam desde o final de maio contra a decisão da USP de não reajustar os salários. A reitoria da universidade suspendeu também os salários dos trabalhadores que estão de braços cruzados.

Fonte: VEJA SÃO PAULO