Cidade

Flanelinhas cobram por vaga ilegal em frente ao Detran

Espaço embaixo de placa de proibido estacionar custa 10 reais

Por: Veja São Paulo

estacionamento carros perdizes
Flanelinhas cobram 10 reais para motoristas estacionarem em local proibido bem em frente ao Detran (Foto: Lucas Lima)

Bem em frente ao prédio do Detran, na altura do número 900 da Avenida do Estado, no Bom Retiro, Zona Norte, uma longa fila de carros se aglomera no meio-fio guardado por flanelinhas que cobram 10 reais por vaga. Até aqui, a cena não seria novidade para o paulistano, não fossem as séries de placas indicando que naquele local é proibido estacionar.

+ Fernando Haddad voltará a dar aulas na USP em 2015

Os cuidadores de carros do local afirmam ainda que muitos servidores do próprio órgão de trânsito param na área proibida, porque é mais barato que o estacionamento legalizado mais próximo, que cobra 15 reais a primeira hora.

+ Itu suspende racionamento de água após dez meses

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) afirma que fiscaliza as irregularidades na região, mas que a responsabilidade de coibir a atuação de "flanelinhas" é da Polícia Militar. O Detran também alegou que não tem competência legal para fiscalizar o estacionamento irregular, mas já notificou a CET sobre essa prática nas proximidades da unidade Armênia e se pronunciou por meio de nota sobre o caso:

“O Detran informa que a unidade Armênia dispõe de estacionamento próprio com mais de 300 vagas, destinadas aos funcionários, idosos e pessoas com deficiência física. Além disso, esclarece que não tem competência legal para fiscalizar o estacionamento irregular, mas já notificou a CET sobre essa prática nas proximidades da unidade Armênia. Dessa forma, não há a necessidade de funcionários deixarem os seus carros em áreas externas”.

Fonte: VEJA SÃO PAULO