Noite

Festa em homenagem à vilã Carminha agita o Sonique

Primeira edição da Bagaço ocorre na véspera do feriado

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

carminha
A vilã Carminha: balada em sua homenagem (Foto: Raphael Dias)

Nesta quinta (11), o Sonique, mix de bar e clube moderninho na região do Baixo Augusta, promove uma edição especial do projeto  Bagaço em homenagem à vilã Carminha (Adriana Esteves), de Avenida Brasil _o capítulo desta noite deverá mostrar o assassinato de Max (Marcelo Novaes), parceiro da malvada, no lixão.

O DJ Ullisses Campbell, 38 anos, organiza a noitada cuja trilha sonora será uma "salada musical", inspirada na megera. "Será uma festa bagaçeira como a personagem", brinca Campbell. Foi ele quem cedeu a imagem que ilustra essa página, outra brincadeira com a produção global.

Ullisses, que também promove as festas Cabaret, DarkRoom e Balaio (todas no Sonique), conta que muita gente pedia uma edição temática sobre Carminha, por isso ele decidiu criar a Bagaço. "Em São Paulo, as pessoas gostam de sair para beber e namorar, mas também se importam muito com a temática do evento", diz. Além de sucessos da trilha sonora da novela, como "Eu Quero Tchu, Eu Quero Tcha" (João Lucas e Marcelo) e "Assim Você Mata o Papai" (Sorriso Maroto), a pista deve bombar com funk, hip-hop e hits bregas de Rosana, Wando e Sidney Magal, entre outros. 

Bagaço2
(Foto: Divulgação)

A festa também terá um "dress code" (indicação do que vestir na noite). Quem estiver usando peças brancas (camisas, camisetas), ao estilo de Carminha, ganha um drinque. Quem usar preto, em luto pela morte de Max, leva de brinde o coquetel maxwell, feito com vodca, limão-siciliano e água tônica (limitado aos 200 primeiros que solicitarem a bebida). Na dúvida, faça como Ulisses, que promete vestir preto e branco.

As entradas custam R$ 20,00, mas também há a opção de R$ 50,00 pela consumação mínima. É possível entrar sem pagar, incluindo o nome na lista VIP, válida até a 0h, neste link.

Reveja abaixo cenas memoráveis da vilã:

Fonte: VEJA SÃO PAULO