Cidade

Padre investigado por desviar dinheiro da PM é preso

Padre da Igreja Católica e tenente-coronel, Osvaldo Palópito está detido no presídio militar Romão Gomes

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

osavaldopalopito
Padre Osvaldo Palópito durante cerimônia na Paróquia Santo Expedito: ex-capelão foi preso (Foto: Jorge Araújo/Folhapress)

O ex-capelão da Polícia Militar de São Paulo, Osvaldo Palópito, foi detido na última segunda (25). Ele responde por improbidade administrativa e prática de crimes militares. Determinada pela Justiça Militar, a prisão preventiva foi pedida pelo coronel Levi Anastácio Félix, corregedor da PM e responsável pelo inquérito. O sacerdote foi levado para o presídio militar Romão Gomes, na Zona Norte de São Paulo.

+ Militares simulam ocupação da sede da Sabesp

Padre da Igreja Católica e tenente-coronel, Palópito havia pedido passagem para a reserva no início deste ano. O ex-capelão é investigado pelo desvio de 2 milhões de reais da Capelania Militar.

Foram quebrados sigilo bancário e telefônico do padre durante a investigação. Um mandado de busca e apreensão também foi cumprido no litoral de São Paulo. As suspeitas surgiram em 2009, mas o inquérito só foi aberto no ano passado.

+ Romário comemora prisão de José Maria Marin

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que o processo corre em segredo de Justiça. Além da Corregedoria da PM, Palópito é investigado pelo Ministério Público.

+ Confira as principais notícias da cidade

Por causa do caso, o comandante-geral da PM, coronel Ricardo Gambaroni, decidiu acabar com o cargo de capelão militar. Com isso, a vaga de tenente-coronel do padre Palópito foi transferida para o quadro de oficiais.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO