Copa do Mundo

Com a palavra, os estrangeiros!

Confira as impressões de alguns dos turistas que circulam pela cidade. Muitos elogiaram a gastronomia paulistana

Por: Bruna Ribeiro - Atualizado em

estrangeiros - Estados Unidos - Copa do Mundo - Masp
Os americanos Daniel Larrable, 27 anos, e Matthew Rodrigues, 26 anos, passarão dois meses no Brasil (Foto: Bruna Ribeiro)

Nesta semana de abertura da Copa do Mundo, quem caminhou pela região dos Jardins, Avenida Paulista e Vila Madalena, encontrou muitos turistas estrangeiros. Situação inusitada aos paulistanos, não raro era flagrá-los tirando fotos sem parar. Confira abaixo algumas das impressões de nossos visitantes sobre São Paulo:

+ Acompanhe a cobertura da Copa do Mundo ao vivo

Cidade grande: Os americanos Daniel Larrable, 27 anos, e Matthew Rodrigues, 26 anos, ficaram impressionados com o tamanho de São Paulo. "É muito maior do que imaginávamos", comentaram. "Estamos adorando falar com as pessoas e experimentar as comidinhas de botecos e padarias. As coxinhas são muito boas", disse Rodrigues.

estrangeiro- Espanha - Copa do Mundo - Oscar Freire
O espanhol Lluis Gebert, 45 anos, admira a gastronomia da cidade (Foto: Bruna Ribeiro)

Boa gastronomia: Não é a primeira vez que o espanhol Lluis Gebert, 45 anos, vem a São Paulo. Em suas visitas, o jornalista gosta de comer na churrascaria Rodeio e no restaurante A Figueira Rubaiyat, além de fazer compras na Oscar Freire. "Gosto muito da cidade, porque as pessoas são muito legais."

estrangeiros - Copa do Mundo - Colômbia - Masp
Da Colômbia, Julian Duquer, 29 anos, e Sebastian Mejia, 21 anos, filmam documentário no Brasil, sobre manifestações e Copa do Mundo (Foto: Bruna Ribeiro)

Protestos: Em São Paulo para filmar um documentário sobre as manifestações e a Copa do Mundo, os colombianos Julian Duquer, 29 anos, e Sebastian Mejia, 21 anos, não pretendem ir aos estádios.

estrangeiros - Croácia - Copa do Mundo - Avenida Paulista
Animado, grupo da Croácia se prepara para a abertura do mundial no Itaquerão (Foto: Bruna Ribeiro)

Dificuldade com o idioma: Os amigos croatas dizem estar adorando a capital, mas reclamam da dificuldade de comunicação. "As pessoas são muito legais e a comida é muito boa, mas fomos ao Instituto Butantan e não conseguimos muitas informações em inglês. Foi uma pena", lamentou Stevo Orsolic, 55 anos.

estrangeiros - Estados Unidos - Copa do Mundo - Avenida Paulista
O americano Tom Crowley, 26 anos, e o polonês Bartlomiej Janowski, 40 anos, elogiam a boa recepção dos paulistanos (Foto: Bruna Ribeiro)

Boa surpresa: O americano Tom Crowley, 26 anos, e o polonês Bartlomiej Janowski, 40 anos, dizem que não sabiam o que esperar de São Paulo. "A gente se surpreendeu positivamente. As pessoas são muito legais e a comida é ótima", contaram. Eles seguirão a viagem para Belo Horizonte e depois visitarão as Cataratas do Iguaçu.

estrangeiros Irã - Copa do Mundo - Avenida Paulista
Animado, grupo de iranianos caminha pela Avenida Paulista, convidando os paulistanos para saírem nas fotos (Foto: Bruna Ribeiro)

Trânsito ruim: O clima de festa e os altos prédios da Avenida Paulista encantaram o grupo de iranianos, mas o congestionamento... "O trânsito é muito ruim. A cidade é muito maior do que imaginávamos", reclamou o engenheiro Amir Amiri, 54 anos.

estrangeiros - inglês - Copa do Mundo - Avenida Paulista
Casado com a brasileira Stael Santana, 50 anos, o inglês David Perry, 46 anos, adora passear pela Avenida Paulista e pela Augusta (Foto: Bruna Ribeiro)

Preços altos: A mineira Stael Santana, 50 anos, e o marido inglês David Perry, 46 anos, adoraram passear pela Avenida Paulista e Rua Augusta, mas não gostaram dos preços. "O transporte e os restaurantes são muito caros", disse Pery.

estrangeiros - Estados Unidos - Copa do Mundo - Avenida Paulista 2
Em São Paulo, americanos viajarão para o Rio de Janeiro e Belo Horizonte (Foto: Bruna Ribeiro)

Muitas opções de diversão: Recém-chegados a São Paulo, os americanos estão animados para ir a rodas de samba, comer churrasco, coxinha, tomar caipirinha e café da manhã na padaria. "Temos uma lista de coisas para fazer aqui em São Paulo. Achamos a cidade muito bonita", afirmou Mare Proto, 35 anos.

Cobertura Copa - Estrangeiros no Brasil - Alejandro e Kristell - México
O casal Alejandro Barrera e Kistell Orencio, da Cidade do México, vão viajar por Natal, Fortaleza e Rio de Janeiro (Foto: Carolina Romanini)

Transporte público caro: Não foi a grandiosidade da metrópole nem os preços de hospedagem que assustaram o casal de mexicanos Alejando Barrera e Kristell Orencio. "O valor do transporte público é um absurdo", diz Barrera. Perdidos pela cidade na última terça-feira (10), acabaram aceitando uma oferta de carona de um casal brasileiro nos Jardins. "Foram muito atenciosos e nos levaram onde queríamos ir", acrescenta Kristell.

Cobertura Copa - Estrangeiros no Brasil - Shane Nash - Autralia
O australiano Shane Nash pensou que nada poderia ser melhor que uma Copa no Brasil e está surpreso com a  hospitalidade dos brasileiros (Foto: Carolina Romanini)

Hospitalidade nota dez: O australiano Shane Nash confessa que não sabia nada a respeito de São Paulo até desembarcar por aqui no início da semana. "Estou surpreso com a hospitalidade das pessoas, os brasileiros são realmente muito amigáveis", ele diz. Durante sua estada na cidade, aproveitou para curtir os bares da Vila Madalena. "A vida noturna paulistana é incrível."

Cobertura Copa - Estrangeiros no Brasil -  Rodrigo e Andrés - Argentina
Os argentinos Rodrigo Wainsztein e Andrés Melis vieram atrás das festas (Foto: Carolina Romanini)

Protestos justificáveis: Esperançosos com uma possível vitória da Argentina na Copa do Mundo, os amigos Rodrigo Weinsztein e Andrés Melis, de Buenos Aires, chegaram animados a São Paulo. "Nem as greves e manifestações nos assustaram, entendemos a frustração dos brasileiros", diz Melis. "A situação na Argentina não é muito diferente, toda a América Latina vive uma situação difícil", acrescenta Weinsztein. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO