Tudo é dez

Espetáculos que você pode conferir a 10 reais

Não nem Nada está entre as opções

Por: VEJA SÃO PAULO

Não nem Nada
A comédia traz temas como a rapidez nas relações e a dificuldade de comunicação (Foto: Pedro Bonacina e Renata Terepins)

Confira quatro espetáculos para conferir a 10 reais:

  • A Cia Goya de Teatro monta o suspense do escritor americano Ira Levin. Um dramaturgo enfrenta um bloqueio criativo. Para recuperar a inspiração, ele planeja um crime perfeito. Com André Magalhães, Jorge Minicelli, Lu Grillo e Marília Persoli. Estreou em 18/1/2014. Até 29/3/2015.
    Saiba mais
  • Monólogo dramático

    Marica
    VejaSP
    5 avaliações
    O dramaturgo espanhol Federico García Lorca (1898-1936) cresceu com uma frase em seu ouvido que se tornou cada vez mais sonora: ”Esse menino parece diferente...”. Autor das peças Bodas de Sangue e A Casa de Bernarda Alba, ele foi perseguido pela ditadura franquista e morto em represália ao seu discurso político e por ser homossexual assumido. As décadas se passaram, e esses temas permanecem incômodos ainda no século XXI. Por isso, o monólogo dramático Marica, escrito pelo cubano Pepe Cibrián Campoy, se mostra uma importante ferramenta para pensar sobre a atualidade. O ator Washington Luiz recria os últimos instantes de vida de Lorca. Cara a cara com o assassino, o protagonista repassa os 38 anos vividos, devolve provocações e propõe uma reflexão sobre o papel de cada um na sociedade. Sob a direção minimalista e sensível de Marcio Aurelio, Washington Luiz aproveita o precioso texto que tem nas mãos. Sem ser didático nem tendencioso, o autor apresenta Lorca em uma dramaturgia rica em detalhes e simbologias. Mesmo quem jamais teve uma referência do espanhol acompanha atento a história e fica penalizado diante da represália que lhe foi imposta. Estreou em 3/10/2014. Até 11/9/2015.
    Saiba mais
  • Tem de tudo na cena paulistana. Várias peças bem simples apostam somente na mensagem do texto e no trabalho dos atores, mas, muitas vezes, nenhuma das partes dá conta do recado. A comédia Não Nem Nada se baseia na mesma premissa e resulta justamente no contrário disso. Protagonizado por quatro atores afinados, o picotado e acelerado texto escrito e dirigido por Vinicius Calderoni transmite uma sensação de aflição e diverte ao mostrar o lado patético dos dias atuais. Afinados e versáteis, Geraldo Rodrigues, Mayara Constantino, Renata Gaspar e Victor Mendes interpretam dezenas de provocativos personagens sem recorrer a nenhuma troca de figurino. Em doze cenas, são trazidos temas como a rapidez nas relações, a dificuldade de comunicação, o culto às celebridades e a superficialidade reinante na sociedade atual. Montada pelo Empório de Teatro Sortido, a peça ainda estabelece um importante diálogo com a plateia jovem, muitas vezes esquecida pelos produtores. Estreou em 29/8/2014. Até 28/6/2015.
    Saiba mais
  • Causa boa impressão a montagem da Companhia Eco Teatral, que chegou de mansinho ao Espaço Parlapatões, na Praça Roosevelt, e tem conquistado um público crescente com uma linguagem inventiva. Sob a direção de Thiago Franco Balieiro, a comédia dramática Sala de Espera foi levemente inspirada em um trecho do livro O Processo, de Franz Kafka (1883-1924). Consegue, no entanto, ir além do óbvio ao retratar o abuso de poder a que muitos cidadãos são submetidos e, para isso, busca referência em elementos da tragédia grega. A trama enfoca a trajetória de um sujeito contra um sistema burocrático, aqui encarnado em um funcionário público. Um coro formado por quatro homens, todos de preto e branco, representa a oposição ao protagonista em uma encenação praticamente muda e capaz de traçar paralelos com a política do país. As afinadas atuações de Luís Gustavo Luvizotto, Chico Ribas, Rafael Lozano, João Attuy e Paulo Balistrieri são valorizadas por uma coreografia calculada. O grupo ainda mostra no mesmo Parlapatões, aos sábados, à 0h, o drama Edgard, criado em cima da obra de Samuel Beckett. Estreou em 7/3/2014. Dias 18, 19, 24, 25 e 26/4/2015.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO