Mistérios da Cidade

Empresária organiza leilão para recuperar a Casa de Vidro

Obras leiloadas terão autoria de fotógrafos como Cildo Meireles e são inspiradas em Lina Bo Bardi

Por: Maurício Xavier (com reportagem de Alessandra Freitas e Laura Ming)

Mistérios - Cildo Meireles e Pietro Bardi
Cildo Meireles apresenta uma foto de Pietro Bardi com uma máscara. (Foto: Edouard Fraipont)

Localizada no bairro do Real Parque, a Casa de Vidro, sede do Instituto Lina Bo e P.M. Bardi, abriga documentos, projetos e móveis do casal responsável pela criação do Masp. O local pena hoje para conseguir pagar os cerca de 50 000 reais de despesas mensais. A conta inclui o IPTU do terreno de 7 000 metros quadrados, a manutenção do jardim e a conservação dos papéis, ameaçados pela umidade do local. Concebida na década de 50 pela arquiteta Lina Bo Bardi (1914-1992), a residência foi o lugar onde ela e o marido, Pietro Maria (1900-1999), viveram juntos por 41 anos. Em 1995, ele a doou ao instituto.

+ Grife Sportix Wear cria roupas para ciclistas usarem no trabalho

Para ajudar na recuperação do endereço, a empresária Luisa Strina vai organizar um leilão em sua galeria no Jardim Paulista em 17 de novembro. Ela convidou trinta nomes, entre arquitetos e designers, para desenvolver obras inéditas inspiradas em Lina. A lista inclui Cildo Meireles, Hugo França e Isay Weinfeld. “Espero levantar pelo menos 500 000 reais”, planeja Luisa. O trabalho de Cildo apresenta uma fotografia de Pietro Bardi com uma máscara (foto).

Fonte: VEJA SÃO PAULO