Tecnologia

Empresa de tecnologia americana quer ressuscitar mortos

Objetivo final do estudo é melhorar a qualidade de vida de pessoas doentes

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

cemitério do morumby
Iniciativa pode representar mais um passo em direção à reversão da morte humana (Foto: Cristian Schneider/Futura Press)

A empresa de biotecnologia Bioquark, da Filadélfia, nos Estados Unidos, pretende fazer algo cientificamente ousado e discutível: ressuscitar vinte pessoas clinicamente mortas.

A companhia obteve aprovações das entidades de saúde americanas e da Índia para o seu projeto.

A ideia não é dar vida nova aos mortos, mas auxiliar pessoas que vivem por meio de aparelhos médicos.

Halloween da vida real: americana vestida de zumbi consegue ser presa duas vezes na mesma noite; entenda o caso

Segundo o CEO da empresa, Ira Pastor, o estudo científico é o primeiro do gênero no mundo e seus resultados podem representar mais um passo em direção à – talvez possível – reversão da morte humana.

"Para realizar uma iniciativa tão complexa quanto esta, vamos combinar ferramentas de medicina biológica com outros aparelhos médicos existentes usados para a estimulação do sistema nervoso central, em pacientes que apresentam outros problemas severos de falta de consciência", afirma Pastor. 

Pegadinha com zumbis de Silvio Santos provoca saia justa em governo

A companhia americana vai aplicar células-tronco, estimulação nervosa e outros tratamentos em pessoas que sofreram sérios traumas cerebrais.

A iniciativa se apoia em estudos científicos recentes que mostraram existir fluxo sanguíneo e atividade elétrica após a morte de uma célula cerebral, porém em quantidade insuficiente.

Com informações da EXAME e do Daily Telegraph.

Fonte: EXAME